Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
Copa do mundo: efeito manada e os instintos primatas
Por: Marlene A. Torrigo

Sobre a jovem russa assediada por torcedores brasileiros - e outros casos de assédio acontecendo na Rússia com repórteres femininas do mundo todo - foi de fato um acontecimento bastante constrangedor para o Brasil.

No caso da jovem russa incentivada a repetir o assédio dos brasileiros por desconhecer o que eles bradavam, se se prestar atenção no vídeo, um primeiro assediador exclama duas palavras desmoralizantes, e após uma fração de tempo, acontece o coro masculino. Deu-se o efeito manada: estimulado por um, outros obedecem, exatamente como se dá nas grandes manifestações populares, quando pessoas aparentemente íntegras, se estimuladas por outras, umas marias vão com a as outras, desviam-se da intenção primeira pela qual saíram de casa, entrando de cabeça em tumultos, desordens, saques. São os instintos primatas domando todos os sentidos.

Homens aparentemente probos, profissionais que se dedicaram durante quatro anos a construir o sonho de assistir a Copa do Mundo na Rússia, tendo mães, esposas e filhas, aparecem comportando-se como moleques quaisquer, crendo que a distância entre Brasil e Rússia os mantinha à salvo. Nos dias de hoje? Com cineastas nos filmando em todos os cantos e recantos do mundo?

Aí, também vemos um Ministro do Turismo suavizando o assédio sofrido pela jovem russa por brasileiros, de que tudo não passou de tolices, bobagens de alguns homens, que “Não morreu ninguém, ninguém foi assassinado.” Sim, deveras que não foi nada demais, afinal, o ultraje não foi sofrido por nenhuma mulher da sua família, esposa, filha, neta, pois sim? Lança no coração alheio é um poderoso analgésico, não e mesmo senhor ministro?

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: MadI (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.