Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 
Jornalismo
 
A INCONSTESTÁVEL PROFECIA JUCÁ
Por: Afonso e Silva

“Eu só acho o seguinte: com Dilma não dá. Conversei com alguns ministros do Supremo. Os caras dizem “ó, só tem condições sem ela”. Enquanto ela estiver ali, a imprensa, os caras querem tirar ela, essa porra louca não vai para nunca. Entendeu? Estou conversando com os generais, comandantes militares. Está tudo tranqüilo, os caras dizem que vão garantir. Eu acho que tem que ter um pacto. Eu acho que a gente precisa articular uma ação política. Se é político, como é a política? Tem que mudar o governo para estancar essa sangria. É um acordo, botar Michel, num grande acordo nacional. Com o Supremo, com tudo. Aí parava tudo. Delimitava onde está pronto”. Romero Jucá, março de 2018.

E assim, conforme previsto e detalhado pelo senador Romero Jucá, aconteceu. O fato está consumado. Depuseram Dilma, assaltaram o governo, rasparam os cofres públicos, compraram juízes, promotores, senadores, deputados e quem apareceu no caminho para obstar os planos traçados. Arrasaram a economia do país quebrando as grandes empresas nacionais.

Dilma saiu de cena, via tapetão, com ajuda do supremo e tudo. Em seu lugar entrou o corrupto de longas datas Michel Temer pelas portas do fundo com a participação providencial do grande marginal mineiro Aécio Neves e com a inequívoca contribuição do supremo tribunal federal, dos tribunais regionais federais, da polícia federal, do juizeco Sérgio Moro, - que pelas fotos que divulga na rede trata-se de um apaixonado PSDBista, garoto propaganda de Dória, Alckmin, Richa, amigo íntimo de Aécio Neves e, FHC, assim como Gilmar também o é. Alia-se ao juiz parcial e ao ministro, os garotos propagandas dos movimentos fascistas MBL e Vem Pra Rua, Deltan Dellagnol, Carlos Fernando Lima, Roberson Henrique Pozzobon, representando o Ministério Público e o Japonês da Polícia Federal. Obviamente que as participações, inconteste, do alto comando do ministério público federal e da polícia federal foram decisivas.

Foram até mais longe do que imaginavam. Extrapolaram a profecia Jucá. Perseguiram e ainda perseguem adversários políticos. Prendem, humilham e se fartam em picardias e deboches, sem qualquer prova. Arrasaram a economia nacional levando à lona as grandes empresas nacionais. As maiores ontem, se encontram em situação pré-falimentar hoje. Estão a liquidar, a preço de banana, patrimônios construídos ao longo do tempo à custa de sacrifícios imputados ao povo. Suprimiram direitos dos trabalhadores conquistados através de muita luta, suor, sangue e lágrimas. Suspenderam e, continuam a suspender, reles benefícios constitucionalmente garantidos aos mais pobres.

Contudo, ao que tudo indica o objetivo previamente negociado e articulado em Washington entre a CIA, o FBI e o deus MERCADO, representando os Estados Unidos, e, do MINISTÉRIO PÚBLICO, da POLÍCIA FEDERAL, do SUPREMO, dos TRFs, dos juizecos Sérgio Moro, Bretas, dentre outros..., pelo Brasil, que era o de liquidar a esquerda brasileira, vai dando com os burros n’água. Depois que os brasileiros começaram a entender um pouco mais sobre a Lava-Jato, sem ódio e paixão desmedidos dos camisas amarelas, a esquerda só tem aumentado.
No entanto, para os articuladores externos da Lava-Jato dizerem que a empreitada não logrou êxito, o seu comandante-mor Sérgio moro, eleito o HOMEM DO ANO, entregou-lhes o troféu mais cobiçado: Lula enjaulado a Lava-Jato esvai-se. Depois da prisão de Lula, acusado e condenado sem provas, Dellagnol e Carlos Lima sumiram da Globo e ninguém mais se ouve falar. Teriam antecipado ao chefe Moro e mudado para Nova York? Serão vizinhos nas proximidades do Central Park? Dinheiro para isso deve ter ganhado advindo de vultosa remuneração que nós trabalhadores assalariados somos obrigados a pagar-lhes; das palestras proferidas durante horários que deveriam dedicar ao trabalho; dos incompreensíveis auxílios moradias para quem têm residências nos locais de trabalho. E, porque não de substancial ajudinha dos gigantes empresários das delações premiadas que incriminaram Lula? Seria interessante que pelo menos um dos ministros do supremo tivesse, se não interesse, pelo menos curiosidade de ouvir o advogado das construtoras Odebrecht e UTC, Rodrigo Tecla Durán. Não seria? E quanto as dúvidas que pairam sobre as adulterações feitas no programa de pagamentos de propinas da Odebrecht My Web Day, comprovada pela perícia Suíça? Também não mereceria uma espiada?

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: UEEQ (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.