Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
“ DE VOLTA AO PASSADO” : A LEI DE AÇO DO GOVERNO TRUMP... Por : Pettersen Filho
Por: Antuérpio Pettersen Filho

“ DE VOLTA AO PASSADO” : A LEI DE AÇO DO GOVERNO TRUMP...
Por : Pettersen Filho
Capaz de causar baixas ideológicas no seio do seu próprio Governo, Donald Trump, com a imediata renúncia do seu Secretário afeto à Pasta, por discordar da medida, os Estados Unidos, provavelmente objetivando barrar a China, seu concorrente mais imediato no Mercado Mundial, acabam de editar Sobretaxa a Importação do Aço e Alumínio estrangeiro, matérias primas absolutamente indispensáveis à Industria de Transformação e de Produção de Bens de Consumo Duráveis, como carros, fogões e geladeiras, mola mestre de qualquer economia moderna, com tal regra, atingindo de sobra, países tão diversos, como indistintos, Brasil, México, ou quem mais seja, que, nada tem a ver com a atual disputa de hegemonia no Mundo Global.

Desde o fim da Segunda Grande Guerra Mundial, não mais, a maior, e única, Potência Econômica e Militar do Planeta, uma espécie de Mustang turbinado da Economia Mundial, quem já enxerga a Velha China, eclodida da Revolução Comunista de Mao Tsé Tung, em 1949, quando apontou na Estrada da Economia Mundial como uma espécie de Fusquinha mal engendrado, ora, enrobustecido no meio do caminho, acionando a seta aposta em seu para-lamas dianteiro esquerdo, já pedindo passagem, prestes a ultrapassar, em pouquíssimos anos, o Mustang Americano que, segue ali, logo à frente, a Medida Americana tenta jogar fumaça, e impedir a ultrapassagem do Dragão Chinês, quem, com uma política implacável de isentar impostos e custos trabalhistas, mesmo sendo um País de regramento político marxista, na Economia, vem, há muitos anos liberalizando normas, e diminuindo barreiras, seduzindo e importando, mesmo, os velhos Oligopólios Americanos, IBM, Coca Cola, General Eletric, todos, ora instalados, e profundamente arraigados em Território Chinês, em busca das facilidades oferecidas, concorrendo, mesmo, com as próprias matrizes nos EUA, roubando-lhes Mercado.

Realidade inadmissível, a anos atrás, quando a Política das Multinacionais, Americanas e Europeias, quando muito, se não exportavam para determinados países, diretamente de suas matrizes, criavam sedes locais, a fim de fornecer seus produtos diretamente, a maioria deles de segunda linha e atrasados, e inibirem grupos nacionais, no Brasil, Argentina ou México, no caso da China, tamanho a oferta do seu Mercado de 1,5 Bilhão de pessoas, e, graças ao direcionamento local do Governo Chinês de transformar suas Empresas, via mão de obra barata e isenção fiscal, em verdadeiras plataformas de exportação a nível Global, Trump viu muito claramente que fenômenos, como o esvaziamento de Detroit, Capital do Automóvel, ou Ptsburg, por exemplo, no caso da Indústria do Aço, levando emprego e impostos Americanos, é, indubitavelmente, culpa da China, esse novo Fenômeno da Economia Mundial, que vem crescendo a média de 8, 9, 10% ao ano, roubando preciosos empregos, impostos e industrias, seja no Brasil, Alemanha ou México, demonstrando, mais do que nunca, que o Capital, ou como queiram, o Capitalismo, não empina bandeiras, nem Americana, nem de Pátria alguma, pois o Capital não tem Pátria, mas, sim, vai atrás, flui, como uma prostituta, vai para onde lhe pagam mais.

Despertar tardio, Manobra ultrapassada e antipática, nos atuais moldes da Economia Global, contrária aos seus predecessores, Bush e Obama, que negociaram o Livre Comércio e o Transpacífico, atentatória a Globalização, e ao Livre Comércio, é, minimamente, um atestado da incompetência Americana em deter a China, dentre as regras de Mercado Livre, que sempre apregoaram, agora, tentando converter-se em uma “Ilha” de prosperidade, via isolamento e construção de muros, quando a realidade Mundial ora, não é “prender nossas cabras”, mas sim, como se diz aqui no Brasil, “soltar nossos bodes”, e ver no que vai dar,,,

Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: QEEg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.