Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Antuérpio Pettersen Filho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
PARKLAND “NEVER MORE” : ATIRADOR DA FLÓRIDA ATINGE EM CHEIO LEI DE PORTE DE ARMAS AMERICANA
Por: Antuérpio Pettersen Filho

PARKLAND “NEVER MORE” : ATIRADOR DA FLÓRIDA ATINGE EM CHEIO LEI DE PORTE DE ARMAS AMERICANA
Por : Pettersen Filho
Repetindo rotina que já se tornou corriqueira nos EUA, apenas mais do mesmo, Atirador solitário executa 17 pessoas em Parkland, Flórida, trazendo a baila, mais uma vez, novamente e de novo, o interminável debate interno, sob a restrição, ou proibição do Porte Cidadão de Armas no País, dessa vez, expondo as feridas abertas da Associação Nacional de Rifles, poderosíssimo organismo que faz lobby no Congresso Americano, pela liberalidade plena do Porte.

País assolado, vez ou outra por atentados terroristas, como o ultimo, em Nova Iorque, em que um Americano desajustado, fazendo referencia ao Estado Islâmico, atropelou, e matou, cinco Argentinos, em turismo pelos EUA, em suposta retaliação a bombardeios dos EUA no Iraque, Síria, Afeganistão, ou seja onde for, nos Golpes de Estado, Bombardeios Seletivos de Predador, e Insurgências patrocinadas pelos EUA, nos vários rincões do Planeta, segundo o melhor interesse que lhes convier, nem sempre por apego, ou amor a Democracia, que tanto pregam, mas por interesses mesquinhos, por minerais ou petróleo, ações assim, são realmente um risco que o País corre, totalmente impotente, mesmo possuindo a maior Força Armada do Mundo, e o livre acesso do Cidadão a armas.

Política de concessão ao Porte de Arma que emana da própria Origem e Libertação dos EUA da condição de Colônia Inglesa, quando um Grupo de Cidadãos como Washington e outros, armaram-se contra a Coroa Inglesa, até a libertação das 13 Colônias, a questão do acesso a armas advém do próprio Principio Federativo, e espirito indomável do Povo Americano, difícil de desassociar um de outro, vindo o próprio Presidente Trump, no mesmo dia, apressar-se em dizer que a questão alí não era a Lei de Armas, mas um problema de doença mental.

Tragédia que não deve ser a ultima, ora motivada por terrorismo religioso, ou por debilidade mental do protagonista que se habilita em realizar, como no caso se evidencia, também já ocorrida no Brasil em Cantagalo, Goiânia ou Januária, nem mesmo a Psicologia Freudiana consegue, às vezes, revelar a Alma Humana, diante do recrudescimento público de jovens estudantes americanos, explicito no movimento “Never More”, diante tantos mortos, que já dispara sua verborragia contra a poderosa Associação Nacional de Rifles e Donald Trump, clamando por leis mais duras.
Será que conseguirão algo, eu acho que não !?




Antuérpio Pettersen Filho, membro da IWA – International Writers and Artists Association, é advogado militante e assessor jurídico da ABDIC – Associação Brasileira de Defesa do Individuo e da Cidadania, que ora escreve na qualidade de editor do periódico eletrônico “Jornal Grito do Cidadão”, sendo a atual crônica sua mera opinião pessoal, não significando necessariamente a posição da Associação, nem do assessor jurídico da ABDIC.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: WJKc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.