Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Podemos ter esperanças nos paladinos?
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

Vale a pena insistir nos heróis?


Entra crise, sai crise e nada muda na esperança do povo brasileiro. Quem não espera por um desses paladinos da ética, da moral e da Justiça para colocar os interesses da sociedade acima da pouca vergonha que, ciclicamente, toma conta do país? Historicamente temos um festival de decepções com as autoridades. Homem da Vassoura (Jânio Quadros), O caçador de Marajás (Collor de Mello), O incorruptível (Lula), o senador Demóstenes Torres e tantos que pregaram como deve ser a administração pública. A bola da vez é o deputado Jair Bolsonaro.
Mas por que nunca chegamos ao ponto que todos querem e os paladinos bradam nas tribunas das Casas Parlamentares ou nos palanques dos comícios nas campanhas eleitorais? Será porque fazer envolve outros caminhos que divergem de simplesmente falar? Se não é nada disso... Ainda teremos muitas decepções com os heróis que surgem a cada crise que se instala no nosso torrão natal. Fora os destaques individuais, os que recebem o apoio maciço e a confiança para moralizar o país, ainda temos as instituições que estão cada dia mais desacreditas.
O que mais tira as esperanças do povo é quando os que acreditamos serem os agentes de mudanças são desmascarados publicamente. Como ter motivos para ainda acreditar nas classes que nos decepcionam? Obviamente ninguém é tão ingênuo para confiar no que sai da boca de um político, mas quando alguém se coloca contra o que está errado no meio ganha, além dos votos nas urnas, a credibilidade muito rara neste ambiente corrompido. Seria, na prática, o ato de separar o joio do trigo – isso é o esperado pelos que acreditam no voto como única mudança.
Dia desses circulou nas redes sociais um vídeo onde a deputada estadual Cidinha Campos, do Rio de Janeiro, lavou o peito do brasileiro denunciando a corrupção e o compadrio da ALERJ (Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro). Com isso, ela ganhou admiradores e reacendeu a esperança de que nem tudo está perdido. Que nem todos são farinha do mesmo saco. Qual, o quê! Agora, como representante do PDT, ela votou pela absolvição dos deputados Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi, condenados por corrupção. Por que a mudança?
Como seria escrita a História Política Brasileira se os paladinos de ocasião que elegemos cumprissem os papeis que prometeram assumir? Afinal, são mais de 50 anos desde que o ex-presidente Jânio Quadros renunciou; 25 anos que o ex-presidente Collor foi afastado do cargo; mais de 7 anos que o ex-presidente Lula deixou o comando do país. Imaginemos que todos realizassem pelo menos um terço do que pretendiam ou disseram que fariam... Estaríamos nesta crise geral (econômica, moral e Justiça) que só vemos aumentar e não dá sinais de chegar ao fim.
Fala-se que nada do que está ruim não possa piorar. Na posse do novo diretor-geral da Polícia Federal, um dos sustentáculos da Operação Lava Jato, o ocupante do cargo disse que vai aprofundar o combate à corrupção. Belas palavras! Mereciam algumas horas de aplausos. O que decepciona o contribuinte é o que ele disse à mídia: “uma mala com R$500 mil não significa que o presidente Michel Temer esteja envolvido”! Portanto, o recado curto e grosso, para quem é um bom entendedor, já disse para que ele foi indicado para o cargo – Romero Jucá profetizou isso!
Ter esperanças, acreditar em dias melhores e lutar para que as mudanças positivas aconteçam devem ser os pilares de uma sociedade que não aceita o que está acontecendo. Se a solução é o Bolsonaro, só o tempo vai confirmar. Esperar que os ocupantes dos altos cargos na Administração Pública voltem os olhos para o povo já se comprovou inútil. Portanto, mesmo com todas as adversidades e empecilhos, a população não deve desistir de combater o que está errado e lhe prejudica. Confiar nos paladinos como a única solução... Ainda temos motivos para isso?


J R Ichihara
21/11/2017

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: TMdA (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.