A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
Governo acuado e sem apoio
Por: JOSE ROBERTO TAKEO ICHIHARA

A ferro, fogo e sangue?


As manifestações de ontem (24/05/17) mostraram como a indignação popular ganhou proporções preocupantes para o governo. Mesmo depois do apoio público, com a leitura ao vivo do documento por Ricardo Boechat, da Rede Bandeirantes, ninguém aposta na estabilidade de Temer na condução do país. Aliás, para muitos Boechat se revelou um vira-casaca de mão cheia. Tratou de salvar a pele se preocupando mais com o emprego do que com a verdade – mudou radicalmente o tom que empregava contra o que achava errado. Perdeu a sua isenção moral.
Os defensores de Temer, claro, falam como se nada estivesse acontecendo. Nenhuma gravidade na conversa gravada pelo dono da JBS. Procuram enfatizar que os delatores estão livres, leves e soltos no exterior, enquanto a crise gerada por eles mergulha o país numa confusão sem data para terminar. Mas será que o presidente é tão inocente assim? Por via das dúvidas, os aliados começam a abandonar o barco que está à deriva, mas com certeza de ir para o fundo. Qual seria a tábua de salvação para esta tripulação? Ruim é ser sugado junto com tanta sujeira!
Por outro lado, a Globo, que sempre elogiou e apoiou o golpe para tirar a presidenta Dilma e colocar o Temer no seu lugar, surpreendentemente, passou a bater no antigo predileto. Será o fogo amigo? Talvez o mais provável seja o que muitos especialistas, críticos do comportamento global, afirmam: a Globo não tem amigos, mas interesses! Portanto, de estocada em estocada contra o atual presidente cambaleante, a sociedade vê o nível do mar de lama subir cada vez mais. Sabe-se que a população sempre resistiu e sobreviveu a crises, mas esta energia é infinita?
Que a mudança é inevitável todos sabemos, mas quando passamos a atacar quem defendíamos alguma coisa está errada. Há bem pouco tempo o fio de esperança ressurgiu porque tiramos do poder uma quadrilha insaciável que estava acabando com os recursos públicos. As mudanças necessárias foram feitas nos ministérios, medidas aprovadas no Congresso... era a pedra fundamental para erguer a Ponte Para o Futuro. Por que agora a responsabilidade por Temer assumir é do PT? Onde está o divisor de águas entre o bem e o mal? Alguém se perdeu?
Infelizmente, para nossa decepção, os donos do poder conseguiram incutir na cabeça da população que a corrupção e demais desmandos são privilégios de um só partido. Acorda, povo! Corrupto e desonesto existe em qualquer partido político, ramo de atividade ou profissão. Também independe de sexo, grau de instrução ou crença religiosa. Precisamos acabar com essa asneira de que só petista ou tucano merece ser denunciado, investigado, julgado e condenado pela Justiça. Todos devem ser fiscalizados! Fora o tal Foro Privilegiado! Só eles ganham com isso!
Normalmente vemos alguém clamar por Justiça quando é vítima de alguma injustiça. Mas qual Justiça queremos que funcione? A ampla, geral e irrestrita? Ou a que só condena quem não pode pagar uma tropa de advogados para se defender? O que os escândalos revelam sobre as autoridades e empresários, sem que nada lhes aconteça, coloca em dúvida se o melhor caminho para reparar os erros é a nossa Justiça. Além disso, ainda há a tal da seletividade. Você preferia estar na pele do Lula ou do Temer perante a Justiça brasileira? Se tiver juízo... Saberá escolher!
A mídia mostrou as cenas de violência entre os manifestantes e a Polícia Militar em Brasília. Repartições públicas com vidros quebrados, fogo ateado nas ruas e em prédios, pedras de um lado, com resposta de tiros de outro – enfim, um clima de guerra urbana. Os amantes da paz condenaram os atos dos manifestantes, claro. Mas qual é a forma de demonstrar que não há mais condições de suportar tanta roubalheira, quando faltam recursos para serviços públicos indispensáveis aos necessitados? De conversa, seguramente, as pessoas estão cheias. Então...


J R Ichihara
25/05/2017

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: OUAE (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.