A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
O BRASIL ESTÁ SANGRANDO
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

O BRASIL ESTÁ SANGRANDO

“Quem se mantém no rancor, semeia a discórdia. Quem multiplica a raiva em seus passos, está chamando a agressão para perto de si. Quem se incomoda na ilusão, atrai tropeços e provas. Quem se descuida da disciplina, favorece a obsessão na vida mental. Quem guarda mágoa, destila o fel da amargura. Quem cultiva a irritação acolhe a energia da perturbação em seus dias. Quem se submete a avareza, está de braços dados com a ansiedade”. (Wanderley de Oliveira).

A situação política hora em execução no Brasil tem trazido muitos sofrimentos e preocupações à sociedade brasileira. A briga pelo poder, pela locupletação e pelo enriquecimento ilícito, tem proporcionado ao Brasil consequências danosas, entre elas o desemprego, a inflação, a violência e a desordem política. A economia brasileira vem despencando e a miséria, a fome crescendo assustadoramente vem causando chagas incríveis a população mais carente de nosso querido país. A Reforma Trabalhista uma das ideias do governo atual tem avanços e retrocessos segundo estudiosos do assunto. Advogados, economistas, professores e juízes do trabalho analisam quais pontos da polêmica e impopular proposta podem ser positivos e negativos ao trabalhador.

Com mais de 100 mudanças na Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), reforma é consenso em poucos centros de discussão. Para além de uma disputa ideológica, especialistas discutem os pontos que podem trazer melhorias e retrocessos na reforma que promete modernizar as relações trabalhistas no Brasil. A proposta trabalhista foi aprovada na Câmara dos Deputados no último dia 26 de abril, após 10 dez horas de sessão. Foram 296 votos a favor e 177 contra o Projeto de Lei (PL)6.787/16. Na bancada cearense na Câmara dez dos 22 deputados votaram contra a proposta enviada ao Congresso pelo presidente Michel Temer (PMDB). A aprovação de texto aconteceu às vésperas da greve geral organizada por centrais sindicais e com o apoio da Igreja Católica. Votações de urgência na Câmara dos Deputados, protestos, greve geral, elogios e críticas de fundo ideológico, boatos nas redes sociais, tomar posição sobre o projeto de reforma trabalhista não está sendo tarefa fácil. Algumas frases do dia-a-dia: “Não sou grevista, que é preguiçoso e acorda tarde”. (João Dória – PSDB e prefeito de São Paulo). “A# Greve geral no Brasil mostra que o povo brasileiro é valente e é capaz de resistir a mais um golpe”. (Dilma Rousseff).

“É uma greve que pode fazer com que o Congresso mude de comportamento. É uma greve histórica”. (Lula). “Sob qualquer ângulo que se olhe o assunto, concorde-se ou não com o movimento, trata-se de notícia de interesse público. Pois os telejornais da (Globo) ignoraram completamente o tema. Parece claro, com tantas fontes de informação disponíveis, que o silêncio da maior emissora do País faz mais barulho do que qualquer noticia que ela tivesse dado sobre o assunto”. (Maurício Stycer, jornalista, sobre a cobertura da Rede Globo na véspera da greve convocada para protestar contra as reformas de o governo Temer). “Não haverá recuo”. (Michel Temer). “#Eu apoio a Greve Geral porque sou contra essas reformas que acontecem sem debate e transparência, orquestradas por uma classe política corrupta”. (Leandra Leal, atriz global). Lula, o amor e o ódio na pauta política.

Afastado há mais de seis anos do centro dos holofotes da política, o ex-presidente continua dividindo os brasileiros como nenhum outro politico em atividade no cenário nacional. Por que Lula divide os brasileiros? Levado a eleitores, o questionamento tem numerosas respostas, que vão desde o legado material do governo do petista à “decepção” de suas gestões. Vilão- quando o Lula foi eleito, em 2002, muitos achavam que a política ia ser conduzida de uma forma diferente. Achavam que poderiam até ter erros em algumas outras áreas, mas que pelo menos a parte ética seria respeitada. E desde, o Mensalão o que se viu foi que o modo de fazer política continua o mesmo, sendo ainda mais deturpado. Lula simplesmente rompeu com qualquer limite ético para manter o projeto de poder. “O Lula se acha acima do bem e do mal”. (Fred Menezes- Procurador do estado do Ceará).

Mas, tem quem o ache um herói. Emanuel Marques servidor público diz: “Lula polariza porque ele foi nos últimos tempos e talvez até desde a redemocratização, o líder que tenha feito alguma coisa que realmente surtiu efeito na sociedade brasileira. Não vou dizer que antes não houve avanço nenhum, mas eram pontuais. Já o Lula foi tanto à questão da esperança, de um povo que viu um governante que realmente espelhava os anseios do “povão” e que tinha proximidade com ele. Quem defende ele com unhas e dentes sentiu essas mudanças”. Acusações contra Lula. “Ele tinha conhecimento de tudo”, afirma Duque. O ex- diretor da Petrobras afirmou em depoimento ao juiz Sérgio Moro que o ex-presidente Lula tinha conhecimento das negociações feitas para acertos de propinas no esquema investigado na Petrobras.

“Renato Duque relatou ao Juiz Federal Sérgio Moro três encontros pessoais com o ex-presidente Lula, o último em 2014, quando a operação Lava Jato já estava nas ruas. Com um cartaz na mão Ademário Nogueira também declarou solidariedade a Dirceu. “Zé tem papel histórico dentro do partido e vamos apoiá-lo”. Ressaltou.”. Resposta do Instituto Lula. “O depoimento do ex-diretor da Petrobras Renato Duque é mais uma tentativa de fabricar acusações ao ex-presidente Lula nas negociações da Lava Jato e réus condenados em troca de redução de pena. Como não conseguiram produzir nenhuma prova das denúncias levianas contra o ex-presidente, depois de dois anos de investigações, quebra de sigilo e violação de telefonemas, restou aos acusadores apelar para a fabricação de depoimentos.”

Renato Duque diz que Lula o orientou a fechar conta na Suíça. Na semana que antecedeu seu primeiro encontro cara a cara com o Juiz Sérgio Moro, o ex-presidente recebe dois petardos: Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, diz que Lula o orientou ao fechar sua conta secreta no exterior e José Dirceu sai da prisão provisória para a liberdade provisória, o que ajuda a fortalecer a Lava Jato. Sem explicações críveis, o melhor mesmo para Lula é arengar as massas. Duque reafirma e diz que Lula mandou fechar conta. Ex-diretor da Petrobras revela que se reuniu com Lula para discutir esquema de corrupção e que foi orientado pelo ex-presidente a apagar o rastro do dinheiro em banco da Suíça. Lula: “A Dilma tinha recebido a informação de que um ex-diretor da Petrobras tinha recebido dinheiro da SBM”.

Duque: “Não, não tenho dinheiro do SBM. Nunca recebi dinheiro nenhum do SBM”. Lula: “E as sondas? Tem alguma coisa?” Duque: “Não, também não tem”. Lula: “Não pode ter nada no teu nome, entendeu?”. A quadrilha. Renato Duque, o burocrata ligado ao PT ocupou uma diretoria d Petrobras no centro da corrupção. Vaccari, ex-tesoureiro do PT, era o encarregado de gerir a propina destinada ao ex-presidente Lula. O paradoxo. O ex-presidente Lula é acusado de cinco crimes, praticado 286 vezes, sobre os quais os de corrupção passiva, lavagem de dinheiro, tráfico de influência e obstrução da justiça. Apesar disso, se as eleições fosse hoje, ele seria o candidato favorito, segundo pesquisa do Instituto Datafolha. Dilma pediu a Renato Duque que ele continuasse na Petrobras: “Você será o nosso arrecadador.”.

Mônica Moura disse que recebia de Dilma informações sigilosas da Lava Jato. Três negativas depois: Agosto de 2015. Dirceu é preso. O Juiz Sérgio Moro decreta a prisão preventiva de José Dirceu na 17ª. Fase da Lava Jato por avaliar que ele representa risco às investigações. Outubro de 2015. TRF-4 nega habeas-corpus. A oitava turma do TRF-4, por unanimidade, manteve a prisão ao julgar o mérito do habeas-corpus. Para os desembargadores, se fosse solto, Dirceu poderia continuar praticando atos ilícitos. Junho de 2016. STJ nega Habeas Corpus. A quinta turma do Superior Tribunal de Justiça rejeitou, por unanimidade, o pedido de liberdade. Os ministros entenderam que a prisão era necessária para conter crimes ou evitar prejuízos às investigações. Outubro de 2016 – Teori nega pedido de liminar. A defesa de José Dirceu recorreu ao STF com uma liminar para tentar reverte à decisão do STJ. O ministro Teori Zavascki alegou que não havia comprovação de urgência para justificar a liminar. Maio de 2017. Dirceu é solto.

A segunda turma do STF revogou a prisão preventiva de Dirceu, por 3 votos a dois. No entendimento dos ministros, já não há risco de que ele cometa novos delitos e a manutenção da sua prisão significaria uma antecipação de pena. Estão também livre por enquanto, Eike Batista, José Carlos Bumlai, e João Cláudio Genu soltos pela segunda turma do STF. Palocci está preso desde setembro de 2016: ao contrário de Dirceu, ainda não foi condenado. Normalidade: Gilmar Mendes e Lewandowski foram decisivos na soltura de José Dirceu. Na marca do pênalti. Decisão do STF remove obstáculo que impedia investigações sobre governadores de estado, que poderão ser afastados durante o processo. (Fonte: Revista Veja). Nem tudo é motivo de comemoração. O governo avança mais um passo na Reforma Previdenciária, mas vem colhendo um retumbante fracasso no convencimento da sociedade. 71% da população não engole a proposta.

Abaixo a pobreza. As reformas precisam levar em conta que a perda de renda das classes mais baixas e o aumento na desigualdade ergueram obstáculos e retomado do crescimento econômico. O forte aumento da desigualdade de renda voltou à cena, algo que não ocorria havia 23 anos. Escândalo: “O escândalo envolvendo o presidente Michel Temer foi noticiado pelos principais veículos de imprensa do mundo, nesta quinta-feira (18). Uma reportagem do jornal “O Globo”, divulgada na noite dessa quarta (17), noticiou uma gravação na qual o presidente teria dado seu aval para comprar o silêncio do ex-deputado, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O ex-presidente da Câmara dos Deputados encontra-se preso em decorrência da Operação Lava Jato”.

Segundo o que publica “A ÈPOCA” - As graves acusações contra o presidente Michel Temer (PMDB), reveladas pelo empresário Joesley Batista, da JBS, e divulgadas pelo site do jornal O Globo, permitem à Procuradoria-Geral da República abrir inquérito formalmente contra o presidente. Isso porque os fatos sob suspeita ocorreram durante o exercício de seu mandato, portanto não há impedimento constitucional. No caso da delação da Odebrecht, embora Temer tivesse sido acusado de participar de reunião na qual se discutiu pagamento de propina, os fatos tinham ocorrido antes de seu mandato de presidente, o que impedia uma investigação. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já estudava rever esse posicionamento, porque o Supremo Tribunal Federal discutiria essa questão da imunidade penal da Presidência da República.). O Artigo 86 da Constituição prevê que o presidente não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao mandato: “O Presidente da República, na vigência de seu mandato, não pode ser responsabilizado por atos estranhos ao exercício de suas funções”.

No caso de Temer envolvendo a Odebrecht, Janot havia escrito: “Há impossibilidade de investigação do presidente da República, na vigência de seu mandato, sobre atos estranhos ao exercício de suas funções”. Quanto à ex-presidente Dilma Rousseff, apesar de citada em delações, ela só começou a ser investigada quando foi acusada pelo ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT-MS) de, no exercício de seu mandato, atuar para obstruir a Lava Jato. As gravações de Joesley apontam que Temer deu aval a uma operação de compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e também indicou um assessor para ajudar a JBS e que, em troca, recebeu propina do empresário, fatos que podem implicar diretamente o presidente em atos de corrupção e de obstrução da Lava Jato. Que fato vergonhoso meu Deus. Que povo para sofrer é o povo brasileiro. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-MEMBRO DA ACI-JORNALISTA-MEMBRO DA ACE- DA ALOMERCE- DA UBT- DO PORTAL CEN (LUSO-VRASILEIRO) E DO RECANTO DAS LETRAS.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: LRVY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.