A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

ANTONIO PAIVA RODRIGUES
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Jornalismo
 
AS DESCULPAS ESFARRAPADAS DOS POLÍTICOS CORRUPTOS.
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

AS DESCULPAS ESFARRAPADAS DOS POLÍTICOS CORRUPTOS.

“A falha de hoje não significa queda ou derrota. A matrícula no aprendizado da autoeducação requer tolerância e paciência incondicionais quando somos tomados pelo arrependimento sincero. Ontem estagiamos nos mesmos erros sem o mínimo propósito de renovação. Hoje ansiamos por melhora. Por essa razão, o equívoco nos incomoda. Bom sinal! Sinal de amadurecimento”. (Wanderley de Oliveira).

É de bom alvitre que todos os dias possamos meditar e pensarmos nas ações que praticamos. Só assim chegaremos a uma conclusão plausível se agimos certo ou errado. “Em relação ao passado nada podemos mudar, a não ser a forma de nos relacionarmos com o que passou. Se quisermos, podemos organizar nossa vida mental para nos desligar das más recordações que nos aprisionam em culpas e remorsos”. Do livre-arbítrio ele nasceu, na mente humana se desenvolveu, falam, mas não agem e nem interagem. Em nome do mais simples chamado bem! Ele é o contrário do mal, não é anormal, é normal, ditoso e no consciente se robusteceu. Não é criação humana e sim divina, veio de Deus. É a salvação do homem, do mundo e mais além. Dos que se apresentam bem e não agem bem. Dos que confiam e acreditam no poder bondoso e exploram o bem do poder, mas devem crer. Nos que se aficionam no bem do vil metal, vem repartir o dinheiro do bem, não desdém. Os que têm consciência de encontrá-lo e preservá-lo fazem o contrário procurando o mal reter.

Num futuro bem próximo virá à consciência que se instruiu no bem do amor e sem destemor mostrar o rigor da joia que o Pai Maior o mentor, deu por amor, mas o hominal por teimosia e ignorância deixa se esvair na lembrança e sem olhar para a bonança imanta no coração e na índole o mal, por teimosia, esquece o sagrado dever de fazer o bem com constância. Se fazemos o melhor que podemos no cultivo da simpatia na convivência: se nos esforçarmos por agradar conforme nossas possibilidades de ser útil: se vigiarmos as manifestações verbais para não ferir nem humilhar: se conservarmos a boa atitude com o melhor dos nossos sentimentos estaremos cumprindo nossa missão terrena e o nosso dever para com a Pátria que nos acolheu com todo amor e carinho.

Devemos cumprir as leis e as nossas obrigações de cidadão se não procedermos assim com lealdade estaremos nos transformando em “foras da lei” ou marginalizados. O Brasil se recente de cidadãos e de políticos honestos e a corrupção que se alastra Brasil afora vai corroendo a nossa economia causando desemprego, aumentando a miséria, a fome e em consequência natural a violência desenfreada. A pior situação que pode alterar a ação humana é a ociosidade. Ela está presente independente de classe social, raça e credo. A ociosidade consome aos poucos o cérebro humano fazendo com que ele saia do ciclo do bem para ingressar no mal. A Política deveria ser ordeira e benéfica para a nação em que vivemos, mas infelizmente estamos vivendo um dos piores caos e uma grande cratera se abre e poderá levar muitos inocentes de roldão ao insucesso e ao fracasso.

A sociedade arqueja e poderá entrar em colapso a qualquer momento. Veja a reta final da Reforma da Previdência. Debates promovidos pela mídia detalham as mudanças do sistema de aposentadorias em meio às negociações finais no Congresso Nacional. Para diminuir resistências entre parlamentares, governo aceita algumas mudanças de frouxam o texto inicial em temas como a fórmula de transição, os benefícios rurais e nas regras de professores e policiais. “Encaro como uma reforma de Estado, não uma reforma de governo”( Marcelo Caetano – secretário da Previdência do Ministério da Fazenda). “É exatamente nos militares que existe a maior relação entre ativos e inativos”(Darcy Francisco – economista e especialista em finanças públicas). “Estamos atrasados o mundo fez reformas nos anos de 1980, 1990. Fomos irresponsáveis”. ( Marcelo Lisboa – economista e presidente do Insper). “Se não fizermos reforma, até 2060, o Brasil gastará mais do que 20% do PIB”. (Mansueto Almeida – secretário de acompanhamento econômico do Ministério da Fazenda).

Os principais pontos da reforma: 1- Aposentadoria por idade: Como é. 65 anos para homens e 60 para mulheres, com contribuição mínima de 15 anos. Como fica: Idade mínima de 65 anos para homens e mulheres com contribuição mínima de 25 anos. 2-Aposentadoria por contribuição: Como é. Homens com 35maqnos de contribuição e mulheres com 30 anos de contribuição podem se aposentar ( não há idade mínima.). Como fica: Modalidade será extinta com a reforma. 3- Estados(Revisto). Como é: Servidores públicos estaduais ainda podem se aposentar acima do teto do INSS. Como fica: o texto original obrigava a adoção do teto do INSS, mas o governo já indicou que cada Estado terá um prazo de 6 meses para fazer a sua reforma. 4 – Professores ( em revisão). Como é: podem se aposentar 5 anos antes do que a regra geral homens (60 anos) e mulheres (55 anos). Como fica: Passam a integrar a regra geral da aposentadoria (65 anos). 5 – Aposentadoria Rural (em revisão). Como é: Podem se aposentar com 5 anos a menos e os segurados especiais têm contribuição diferenciada. Como fica: passam à regra geral 65 anos e terão de contribuir individualmente. 6 – Regra de transição( em revisão): para homens com 50 anos ou mais e mulheres com 45 anos ou mais, às regras atuais continuam válidas, mas com um pedágio de 50% sobre o benefício que falta para chegar à aposentadoria. “As mudanças propostas mantêm pontos fundamentais da reforma”.

O Ministro da Fazenda Henrique Meirelles: Uma sondagem feita indicou resistência à reforma no Congresso e votos insuficientes para a aprovação. Essa reforma para ser aprovada vai demorar, pois é nítida e notória que ela prejudicará todos os trabalhadores brasileiros. Não restam dúvidas de que o povo sempre é sacrificado para cobrir rombos feitos por políticos desonestos e essa manobra os políticos compromissados com o povo não aceitam mais. Chega de exploração. Frases: “ É mais fácil e confortável não admitir inteligência nem esforço individual quando se prefere a ignorância ao estudo e corpo mole no trabalho”(Antonio Carlos Pedro). “Seria exagero acreditar que qualquer profissional devesse deixar de ser exemplo de qualquer coisa após planejar a morte da ex- namorada?”. (Mundo estranho). “Faz parte de o jogo democrático respeitar o fato de que somos uma federação e que existem responsabilidades que não são apenas do governo federal”. (Murilo de Aragão). “Temos um grave problema no Brasil. A Justiça não julga. O Brasil consegue fazer prescrever o crime de homicídio, que tem prazo de vinte anos”. (Gilmar Mendes, ministro do STF).

A implosão da República. Ao envolver políticos de todas as colocações partidárias, as delações dos 77 executivos da Odebrecht estremecem Brasília e fulminam com um modelo eleitoral viciado e corrupto. Enquanto a sociedade se esforça para separar o joio do trigo, distinguindo caixa dois de propina, nem mesmo a classe política sabe quem vai sobrar depois da hecatombe. São 8 ministros, 12 governadores, 24 senadores, 37 deputados e 5 ex-presidentes. Os ministros encalacrados: Moreira Franco (Secretaria geral da República) crime: solicitou repasse de R$4 milhões na campanha de 2014. Outro lado. Diz que só falará nos autos. Helder Barbalho – Ministro da Integração Nacional. Crime: recebeu R$ 1,5 milhões na campanha para o governo do Pará. Outro lado: nega irregularidades. Eliseu Padilha-Ministro da Casa Civil. Crime: recebeu R$ 4 milhões da Odebrecht. Outro lado: Só se pronunciará nos autos. Gilberto Kassab – Ministro de Ciência e Tecnologia. Crime: recebeu R$ 20 milhões entre 2008 e 2014. Outro lado: Depoimentos não são provas. Marcos Pereira. Ministro da Indústria e Comércio Exterior. Crime: Recebeu R$ 7 milhões para o PRB em 2014.

Outro lado: sempre dentro da lei. Bruno Araújo: Ministro das cidades: recebeu R$ 600 mil de caixa-dois em 2010 e 2012. Outro lado: mantive uma relação institucional com a Odebrecht. Aloysio Nunes. Ministro das Relações Exteriores. Crime: recebeu R$ 500 mil em caixa-dois para campanha ao senado em 2010. Outro lado: As informações são mentirosas. Blairo Maggi. Ministro da Agricultura. Crime: recebeu R$ 12 milhões para a campanha ao governo do Mato Grosso em 2006. Outro lado: Não recebi doações da Odebrecht. Michel Temer não deseja que as delações paralisem o governo. A Odebrecht calcula que gastou com os políticos R$ 451 milhões. Do total, R$ 224,6 vieram de obras e contratos com governos. Políticos farão qualquer coisa para se protegerem, inclusive rejeitar reformas que possam fazê-los perder votos. Os líderes dos partidos Aécio Neves Senador PSDB(MG), Crime: EM 2014 a Odebrecht deu R$ 3 milhões para a campanha de Aécio à presidência.

Outro lado: O fim do sigilo vai demonstrar a correção de sua conduta. Arlindo Chinaglia ( PT-SP). Crime: Integrou grupo que recebeu propinas em obras da hidrelétrica de Santo Antonio. Outro lado: Ainda não sabe como foi citado nas delações. (Ciro Nogueira – Senador do PP-PI). Crime: recebeu R$ 1,3 milhões em caixa-dois nas campanhas de 2010 e 2014. Outro lado: Não se manifestou. Rodrigo Maia. Presidente da Câmara (DEM-RJ). Crime: Recebeu R$ 350 mil em 2008sem ser candidato e outros R$ 100 mil para aprova MP do Refis. Outro lado: Todas as doações que recebeu foram legais. Eunício Oliveira (Senador PMDB-CE). Crime: Recebeu R$ 2 milhões para aprovar MP do Refis. Renan Calheiros-Senador (PMDB-AL). Crime: Recebeu R$ 500 mil em espécie da Odebrecht. É alvo de 4 inquéritos. Outro lado: A abertura de inquéritos permitirá a conhecer o teor das acusações. Romero Jucá Senador (PMDB-RR). Crime: recebeu R$ 4 milhões da Odebrecht.

Outro lado: Sempre dentro da lei. Delação Emílio Odebrecht. “A Corrupção está institucionalizada”. “Sempre entendi, e entendo que, infelizmente, se deteriorou muito. É uma questão de nivelamento por baixo. O que nós temos no Brasil não é negócio de cinco anos, dez anos. Estamos falando de trinta anos. Tudo o que está acontecendo era um negócio institucionalizado. Era uma coisa normal. Em função do número de partidos, pelo que eles brigavam? Por cargos? Não, todo mundo sabia que não era. Era por orçamentos gordos. Os partidos colocavam seus mandatários com a finalidade de arrecadar recursos para o partido, para os políticos. Isso é feito há trinta anos”. Brasília em transe. A lista do Ministro Fachin apavorou a classe política brasileira. Os três governadores no STF. Os governadores encrencados nas delações da Odebrecht. Renan Filho – governador de Alagoas (PMDB). Crime: Recebeu R$ 800 mil para a campanha ao governo de Alagoas em 2014. Outro lado: Todas as doações foram dentro da lei. Tião Viana – Governador do Acre (PT). Crime: Recebeu R$ 2 milhões para a campanha de 2010.

Outro lado: Nunca esteve com ninguém da Odebrecht. Robinson Farias – Governador do Rio Grande do Norte(PSB). Crime: Recebeu R$ 360 mil para a campanha de 2010. Outro lado: Não comentou. O fim da alma mais desonesta. Revelações da Odebrecht arrastam Lula para o centro do esquema de corrupção e põem fim ao mito. A condenação em primeira instância, agora é uma questão de tempo. A pá de cal será o depoimento de Leo Pinheiro, da OAS, ao juiz Sérgio Moro. ( Fonte: Revista “Isto É”). Delação de Alexandrino Alencar ex-diretor da Odebrecht. “Remuneramos Lula pelo que ele fez para o nosso grupo”. “Nosso objetivo inicial foi conseguir um projeto que pudesse remunerar o ex-presidente Lula, face o que ele fez durante muitos anos para o grupo”. E que fosse de maneira lícita, transparente. Buscamos, então, algo que é uma prática comum com ex- mandatários, de vários países, inclusive o Brasil(Usaram como referência (para pagar US$ 200 mil dólares) para palestras de Lula) os valores pagos para o presidente americano Bill Clinton.

Aliás, subiram um pouco a régua. “Até porque era um novo player no mercado”. Três fases de Lula. De glória no movimento Sindical à ameaça de prisão por corrupção. O líder sindical Lula reuniu mais de 100 mil metalúrgicos em Vila Euclides, em São Bernardo do Campo, na década de 80, dando início à derrota do regime militar. No Planalto em 2002, Lula foi eleito presidente da República e substituiu Fernando Henrique Cardoso manteve-se no poder com propinas para aliados. Prisão à vista. Em 2006, Lula foi levado pela Polícia Federal para depor coercitivamente. Uma pena de prisão já está no seu horizonte em curto prazo. Diante das revelações dos delatores da Odebrecht, não há escapatória para Lula. As condenações na justiça deverão torna-lo ficha-suja. O Banqueiro – o empresário Marcelo Odebrecht confirmou que Lula era o “amigo” da planilha de propina montada pela empresa. Fim de linha: O dono da OAS, Leo Pinheiro pretende dizer ao juiz Sérgio Moro que doou o tríplex para Lula.

Era um verdadeiro propinoduto comandado por Lula conforme afirma o ex- diretor da Odebrecht, Alexandrino Alencar. A conta secreta de Lula. A Odebrecht mantinha uma conta com saldo de R$ 40 milhões no “departamento de propinas” da empreiteira para atender as demandas do ex-presidente Lula. Quem administrava essa conta secreta de Lula era o ex-ministro Antonio Palloci. Confissões: O juiz Sérgio Moro ouviu, durante quase 3 horas, as revelações de Marcelo Odebrecht que implicaram Lula. O homem de Lula. Marcelo Odebrecht disse que Palocci administrava os valores de propinas de Lula na empreiteira. R$ 4 milhões. Instituto Lula. O ex-presidente recebeu doações milionárias da Odebrecht. R$ 1,5 milhão. Sítio do Pedalinho. A Odebrecht gastou 700 mil para reformar o sítio de Atibaia. Delação de Marcelo Odebrecht, sobre a conta “Amigo”. “A gente botou R$ 40 milhões para uso do Lula”. “Tinha um saldo de uns R$ 40 milhões. Aí o que eu combinei com o Palocci, essa era uma relação minha com a presidência do PT no Brasil. Vai mudar o governo, vai entrar a Dilma, esse saldo passa a ser gerido por ela, a pedido dela”. “A gente sabia que ia ter demanda de Lula, na questão do Instituto, para outras coisas, vamos pagar e proporcionar uma parte desse saldo. Botamos R$ 35 milhões no saldo “Amigo”, para uso que fosse de orientação de Lula”.

“A gente entendia que Lula ainda ia ter influência no PT, como era uma relação nossa com a presidência, PT, tudo se misturava”. “A gente botou R$ 40 milhões que viriam para atender demandas que viessem de Lula. Eu sei disso. O Lula nunca pediu diretamente. Eu combinei via Palocci(...). Ao longo de alguns usos ficou claro que era para o Lula”. R$ 2 milhões. Tríplex. A OAS deu de presente para Lula no Guarujá. R$ 1,5 milhão. Duplex. A justiça embragou o apartamento de Lula em SBC. (São Bernardo do Campo). O esquema do submarino. A bordo – Lula visita um dos submarinos do programa Prosub, em parceria com a empresa francesa DCNS: sem licitação. As delações dos executivos da Odebrecht revelam mais um capítulo na extensa lista de negócios internacionais de Lula: ele intercedeu pela empresa na construção de cinco embarcações. Em delação, Marcelo Odebrecht confirma que o ex-presidente pediu a contratação da empresa de engenharia de seu sobrinho para obras em Angola. Delação de Marcelo Odebrecht. “O Mantega pedia dinheiro pro Vaccari e pro João Santana”.

As coisas que a gente levava o Guido Mantega eram até legítimas pra destravar um financiamento. É o orçamento do PROSUB( Programa de Desenvolvimento de Submarino). Eu não pedia nada a ele que não fosse correto, agora o errado está que eu tinha acesso às ele baseado em ser um grande doador. Ele (Mantega) me chamava pra dizer. ‘(Preciso que você autorize cinco pro Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT) e eu aí aproveitava e já metia uma pendência’. Muitas vezes eu ia lá fazer pedido e no final da reunião Mantega dizia “mas tem aquele nosso amigo, o Vaccari, o João Santana, precisa de 10 a 20”. Com toda a elite política delatada, só há uma saída: eleições diretas e uma nova constituinte. Essas são as peripécias do Partido dos Trabalhadores e de seus integrantes que sugaram o sangue brasileiro em forma de propinas secando por inteiro os cofres da nação. O Partido dos Trabalhadores(PT) e seus integrantes não podem ver vil metal que tirar proveito e depois que conseguem, quando prestam depoimento perante a justiça nada sabem, isto é são verdadeiros santinhos. Pense nisso!

ANTONIO PAIVA RODRIGUES-JORNALISTA- MEMBRO DA ACI- DA ACE- DA UBT- DA ALOMERCE- DO PORTAL CEN(LUSO-BRASILEIRO)-RECANTO DAS LETRAS.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: fDWG (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.