A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Jornalismo
 
BELCHIOR: UMA MODESTA HOMENAGEM
Por: Afonso e Silva

Morreu o ídolo Belchior, mas suas obras jamais. Ele presenteou o mundo com maravilhosas poesias.Em, “COMO O DIABO GOSTA” ele canta o Brasil atual. Além de retratar o cenário, chama o povo à luta contra as injustiças comandadas pelos larápios que assaltaram o governo sob os auspícios do Congresso, da Justiça e da mídia, patrocinados pelos Estados Unidos e banqueiros.

Belchior foi uma pessoa indignada com a injustiça social que infelizmente poucos brasileiros reconheceram. Hoje, recorto um pedacinho de sua poesia para fazer-nos refletir acerca do velho que pode se transformar em novo, como Lula, injustiçado, lá de novo. E jamais aceitar as nefastas reformas que os usurpadores estão querendo impor à sociedade brasileira.

“O que transforma o velho no novo
bendito fruto do povo será.
E a única forma que pode ser norma
é nenhuma regra ter;
é nunca fazer nada que o mestre mandar.
Sempre desobedecer.
Nunca reverenciar”.

Obrigado Belchior. Descanse em paz. Nós enquanto tivermos aqui seguiremos seu conselho e não descansaremos até conseguirmos o que buscamos: JUSTIÇA E LIBERDADE.

Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KFgB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.