A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Jornalismo
 
Dramas e tragédias da vida
Por: Marlene A. Torrigo

Terrível a história do homem que no último domingo, no Rio de Janeiro, para vingar-se da esposa que o estava abandonando, no pior ato de vingança que alguém possa arquitetar, matou os dois filhos, suicidando-se seguidamente, deixando uma mensagem contundente, dramática. Outros suicidas assim agiram, como o homem que há poucos anos atrás, tresloucado porque a esposa o abandonara, e que com os quatro filhos dentro do carro, entrou no sentido contrário em pista movimentada colidindo brutalmente. Ele e filhos morreram. Homens que surtam com o término de um casamento podem se transformar em máquinas de matar. Um homem surtado até a alma sabe que cometendo tamanho ato de loucura destruirá para sempre a pessoa que diz amar.
Em um determinado tempo um casal percebe que não restou mais nada além de mágoas. Tenta desesperadamente descobrir onde estão os erros, onde foi parar aquele amor tão lindo - Nem sempre tão lindo, porque sempre há quem não case com o grande amor de sua vida e acaba por casar com qualquer pessoa que lhe faça esquecer o amor antigo, ledo engano.
O tempo passa e nenhuma tentativa de voltar ao relacionamento dos velhos tempos parece adiantar. Sempre uma das partes sofre mais. E não é a parte que deixa de amar. O casamento entra num ciclo de grande sofrimento, de perguntas sem respostas, decepções, ciúmes, rancor. Sentimentos daninhos vão surgindo, transformando-se em fúria sangrenta.
Lembro de um psicólogo que disse que o fim de casamento não é o fim de tudo, que sempre é possível recomeçar com outra pessoa, que se deve desejar a felicidade do ex cônjuge em novo relacionamento. Mas não é assim tão fácil. No homem, o verme da rejeição é mais monstruoso do que nas mulheres. Eles perdem a razão, fragilizam-se mais e desandam a cometer idiotias. E tem sempre aquele homem que ao perceber que a mulher mostra-se irredutível em voltar atrás, todo ele passa a desejar vingança. E o pensamento ameaçador “Você jamais será de outro”, não mais o abandona.
E quem são as vítimas maiores de um casamento fracassado? Os filhos, evidentemente. E os filhos do homem do Rio de Janeiro, um menino e uma menina, de seis e dez anos, pagaram com a vida a loucura de um pai. Que tragédia! E que dor e culpa a mãe das crianças carregará para sempre!
A vida e a morte, seus dramas, suas tragédias e a dor de todos.

Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FSFT (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP sera enviado junto com a mensagem.