Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Crônica
 
SALÁRIO? APENAS PARA CONTINUAR VIVO (política)
Por: Tolentino e Silva

O governo Temer e sua equipe econômica, que economizam somente o que é destinado aos trabalhadores, querem que “o preço médio do trabalho assalariado seja o mínimo de salário, isto é, a soma dos meios de subsistência que são necessários para manter vivo o operário, enquanto operário. Aquilo, portanto, de que o operário se apropria pela sua atividade é apenas suficiente para recriar sua existência.” Nada mais que isso. Ou seja, este ser humano, tratado como “coisa”, não pode ter nada além do suficiente para sobreviver, (apenas se manter vivo). Ganhos, além disso, o colocaria no mercado competitivo, o que seria uma ameaça à burguesia que não aceita concorrentes. Que também as aposentadorias da classe pobre sejam mantidas num patamar mínimo, não porque a Previdência Social esteja quebrada como bradam aos quatro cantos do país, pois isso não passa de uma falsa justificativa para no futuro privatizá-la e manter a classe menos favorecida numa situação de dependência, o que garante aos governos o controle total da situação, além de garantir também votos daqueles que mantêm acesa a esperança de que um dia surja um “salvador da Pátria”, que trará dignidade e fará justiça social. Não esperem por isso. Na situação em que se encontra politicamente o país, enraizado em corrupção e “doação” do patrimônio público ao capital estrangeiro, não há esperança de se enxergar uma “luz no fim do túnel”. Pelo contrário, a cada dia que passa as classes dominadoras se tornam ainda mais vorazes e cruéis.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: FbTg (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.