Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Diogo Alexandre Carvalho da Silva
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Poesia
 
ELA
Por: Diogo Alexandre Carvalho da Silva

Ando desgastado, puto e tão cansado
sem decidir pra onde vou
por isso do meu lado, é foda quando acordo
e não encontro a canção

Daí vejo passar,

Com o seu cabelo cacheado, vestido estampado
riso curto debochado, um vício em seus lábios
e a gente dividia o então já cobiçado
contudo e todo acaso me trazer para o teu lado

BIS:
Esse tempo que temos demora
quando passa longe de ti
e o beijo em meu peito se aflora
como se nunca mais fosse partir

Agora então calado, eu vejo a beldade
um misto de ternura, um pouco de maldade
mas um pouco quase mudo, quem dirá também constante
dada a visão tão bela, o olhar de tal amante

BIS:
E não vê que já passa da hora
do ponteiro chegar aqui
e a vida acelera lá fora
sem saber que vai sempre existir

Entorno vidro enquanto ouvido
dou a ti e te digo
que o limite do mistério e sedução
é seu vestido
quando despido
expressa-se o contido
revelando carícias
guardada na malícia
E a ti me entrego
me rendo, até nego
o toque que transpassa
o perfume que me enlaça
envolvente e intensamente
em meu corpo, já ardente,
aguardo um diluvio calmo
transbordar por entre a gente

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: KcYe (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.