Paralerepensar - Texto

Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 
Crônica
 
Triângulos nem sempre amorosos
Por: YÉ GONÇALVES

O dito popular "um é pouco, dois é bom, três é demais" sempre esteve presente nos casos envolventes, e até mesmo decisivos, da história da humanidade.

Recordemos o paraíso, quando havia apenas o casal Adão e Eva, tudo corria a mil maravilhas. Mas... quando chegou e entrou em ação a personagem senhora Serpente, deu no que deu. A tentação deitou e rolou.

Quem não se lembra do Bentinho, em Dom Casmurro, em relação aos olhos de ressaca da sua amada Capitu?

E o tempo passou e essa relação geometricamente amorosa continua envolvendo o cotidiano e nos envolvendo e mexendo e remexendo com as nossas emoções. É como sempre diz o Rei: "- São tantas as emoções!"

E as emoções continuam a todo vapor, principalmente quando nós, cidadãos brasileiros, assistimos às triangulações nem tanto amorosas nos bastidores da política que, na verdade, se tornaram mais que públicas.

Vejamos que belíssimo triângulo amoroso dos poderes (executivo, legislativo e judiciário) disputando poderes. Parece redundância, mas, moralmente, não é.

É o executivo conquistando o legislativo com acordos, numa troca de favores, oferecendo cargos em busca de aprovações.

E o judiciário em seus julgamentos, também conseguindo o seu espaço nessa disputa de poderes, sabe lá como.

Afinal quem manda? Quem é o cabeça? Quem coordena?

Vimos no decorrer da história da humanidade e da literatura os desastres em decorrência das triangulações amorosas.

Agora, num país como este, onde a triangulação pelo poder fala mais alto, o que há de se esperar?

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: EQdR (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.