Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

Roberto Vitor Dall'Acqua
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Crônica
 
Detesto harpa
Por: Roberto Vitor Dall'Acqua

Aos tolos de todos os dias que, aliás, são muitos... muitos... como eu também o sou... afinal, pertenço à manada dos que assistem a tudo sem nada saber e, portanto, nada fazer.

Sou, em espírito, pobre como aquele que se dizia que na casa do pai dele havia muitas moradas. Será que, em fato, ele, ou Ele, sabia o que dizia, ou achava, como nós achamos... mero achismo?

"Eu estou convicto"... a convicção é algo que me limita... me mata... quando me convenço apenas me acomodo ao que, pretensamente, dá-me algo a sustentar minha covardia ao pensar... afinal, pensar cansa, incomoda.

Canso-me muito mais quando questiono meus credos... não questionar o que creio é muito apropriado para o meu sono confortável de vagabundo que sou por ser humano, apenas uma espécie de, dizem, filho direto de Deus... ah, que Deus?... pois bem, aquele que diz que somos o supremo ser, representantes dele na terra?

Mentira!

Que Deus é esse, tão cruel tanto Júpiter, e ciumento quanto Juno... tanto ela ciumenta que não admitia "traição" na conjunção de um homem com uma mulher... ah, que é isso... eu posso mudar meus sentimentos à hora que eu quiser... e também posso me arrepender... problema meu...

Errar, dizem, é humano... digo eu, é divino!

Deus, esse Deus que todos honram... ou melhor, já que todos nós queremos tocar harpa, descalços, em gramas desinfestadas de outros seres... insetos incômodos também criação desse mesmo Deus... mas que não devem me atormentar, pois que pelo que pelo me foi dito sou eu o preferido dele... assim é fácil!

Coisa chata essa história de tocar harpa, não? Prefiro violão!

E ficar então descalço o tempo todo andando para lugar algum pisando em tapete divinamente macio... que maçante... a mim ao menos me parece... nem gosto de andar com os pés nus!

Sei não, parece-me que o inferno é mais interessante... faz um calor infernal tanto que poderei contratar uma empresa para instalar um ar condicionado utilizando energia calorífica para transformar em elétrica, podendo escolher a temperatura que melhor a mim cabe... e sem pagar a empresas de fornecimento de energia que nos escorcham em benefícios de seus donos... por desejo... desejo, coisa demoníaca, não é? Mas que é bom modificar o clima quando desejo, confessem, isso é! E no inferno existem tentações e eu as escolho... comerei os doces que quiser e nem sequer dar-me-ei mal... não existirão artérias a entupir... estou morto mesmo... não dá para morrer de novo, morto estando.

E se lá existem caminhos espinhosos a percorrer, oras, meus irmãos, mais do que já faço aqui? Não me venham dizer que aqui é pior ou que lá o será mais... sabemos alguma coisa sobre essa tal eternidade? E lá quererei ficar eu deitado a dormir até o Juízo Final, tão decantado pelas ditas sagradas escrituras... sinto muito, eu que preguiçoso sou... e muito... quando fico por demais na cama, doem-me as ancas... imagine se eu ficar esperando esse tal juízo então... nem conseguirei me levantar...

Prefiro eu, assim sendo, ou não sendo, submeter-me àquele anjo preferido desse tal senhor Deus, o máximo supremo... detesto ditadores, hei de dizer... o tal de Lúcifer, o Belo... o filho preferido... a submeter-me a anjinhos alados... todos branquinhos e iluminados... que chatice!

Gosto de rock... até gosto de alguns raps, confesso, embora seja um velho caquético e chato... aliás, muuuuuuito chato!

Oras, que fiquem vocês com esse tal pai chato, limitado e limitante... eu prefiro ficar com a dúvida de tudo que há à minha frente... é mais cansativo, mas quem disse que vim aqui para descansar?!”

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: RfRH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.