Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 
Conto
 
Coitadinhos dos homens!
Por: Morena

Essas mulheres... Sempre falando mal dos homens, sempre falando mal dos homens, sempre falando mal dos homens! Que coisa!. Afinal, homens também sofrem nas garras delas, coitadinhos. E existem mulheres muito cruéis.

Há alguns anos conheci um homem, moço ainda, que me disse que a ex esposa jogou sebo de carneiro fervente nas costas dele, enquanto ele dormia. Devido a esse ato insano o pobre passou oito meses internado. Quem viu a cratera em suas costas conseguiu ver seu coração batendo. Ele me mostrou como ficaram as suas cicatrizes depois de muitas cirurgias reparadoras. Fiquei horrorizada. O que ele deve ter sofrido, coitadinho. Por que a mulher cometeu tamanha sandice? Enlouqueceu? Não. Ela apenas cansou de anos de ofensas, de tortura psicológica e das porradas do marido, segundo me contou uma prima dele. Traumatizado, revelou-me ele que nunca mais quis saber de morar com mulher nenhuma, coitadinho.

Lembram da história da atriz Dorinha que atirou no marido, matando-o? Porque ela matou o coitadinho? Porque ele sempre a ofendia e a repelia, dizendo que ela era uma velha e que ele só apreciava menininhas saradas. Contudo, quem bancava o casamento era ela, posto que o sujeito fosse um tremendo boa-vida, coitadinho. Nesse caso, acho que a Dorinha fez um favor pro seu amado, despachando-o para apreciar as anjinhas saradas do paraíso que são muito mais bonitinhas e boazinhas do que as anjinhas saradas da terra.

Ah, a minha tia Raimunda (que Deus a mantenha quietinha no céu!), certa vez a vi correndo atrás do meu tio com uma faca, porque descobriu que ele tinha uma amante. Na casa dela havia um atelier de costura com uma mesa comprida no meio. Ela corria atrás do meu tio que circulava a mesa apavorado. Titio precisou fugir de casa. Do jeito que a minha tia era um dragão, ai dele se permanecesse por ali. Depois de algumas semanas ele retornou implorando perdão. Titia foi bem clara: “Se você me trair de novo, hum hum... Eu te capo!”

Também temos aquelas histórias tristes de mocinhas saradas, que seduzem velhinhos que se acham muito sarados ainda correndo atrás de menininhas, mas que passando pouco tempo do relacionamento eles morrem (velhinhos hipertensos e diabéticos são tão frágeis, tão fáceis de matar, coitadinhos) e a jovem viúva ri atoa, desfrutando dos bens que seu mozinho, tão bonzinho, deixou para ela e o seu garanhão.

Pois é... Coitadinhos dos homens! As mulheres falam tudo de ruim que eles fazem com elas, mas não falam tudo de ruim que elas fazem com eles. Coitadinhos mesmo.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: IZGS (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.