Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

José-Augusto de Carvalho
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Sonetos
 
TEMPO DE SORTILÉGIO * O tríptico do Sonho
Por: José-Augusto de Carvalho


1

Eram belas, no céu, as estrelas!
Vinha longe a manhã... e era dia!
Poder vê-las... poder merecê-las...
Que delírio de cor florescia!

Era amante a ternura do vento,
afagando a liberta raiz...
Era o tempo do pão e do alento,
a sagrar, na verdade, a matriz.

As crianças brincavam, na rua...
As mulheres choravam, felizes...
Esta terra era minha, era tua...
Das feridas, tão-só, cicatrizes.

De olhos torvos, querendo entender,
os mastins, sem poderem morder...



2

Espingardas e cravos florindo
garantiam a todos a paz...
"Nunca mais voltaremos atrás"
era o grito do sonho tão lindo!

O poder era o povo e crescia...
Era a vida cumprindo a promessa...
Era o tempo do tempo com pressa,
que corria, corria, corria...

Era o sangue escaldante, nas veias...
Era a sede de todas as fontes...
Eram vales, planícies e montes,
horizontes sem dor nem cadeias...

Eram cravos de sonho florindo...
O poema mais lindo... mais lindo!



3

Na candura, a nudez sem idade,
a cantar a ternura do enigma,
de si mesma se fez paradigma
da grandeza da luz-claridade.

Claridade de nós, de mãos dadas,
ser de todos o todo que temos,
da fartura do pão que comemos
às crianças de sonhos perladas.

Só que presa não rima com fera...
Só que vida não rima com morte...
Só que o verso de puro recorte
sempre o zoilo indecente lacera...

E novembro chegou, prussiano...
e gorou o sonhar lusitano.



José-Augusto de Carvalho
13, 14 e15 de novembro de 2003
Várzea, São Pedro do Sul, Portugal

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: DBIP (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.