Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Crônica
 
Febre Amarela - epidemia
Por: Marlene A. Torrigo

Sabe-se que desde abril de 2017 o Ministério da Saúde tinha conhecimento que poderia haver uma epidemia de Febre Amarela em áreas urbanas brasileiras. Então, pondere-se que a população deveria estar sendo vacinada há meses, e não quando começaram a acontecer os primeiros óbitos de citadinos. Também, tivesse a vacinação em massa se iniciado mais cedo, não haveria esse pandemônio de filas quilométricas de pessoas desesperadas querendo receber a vacina, alarmadas pelas informações dos números crescentes de casos e de letalidade.
Incrivelmente, um senhor esteve na instituição onde eu trabalho pretendendo tomar a quinta dose da vacina. Ele disse que todas as vezes que viaja a toma. Aplicam-lhe porque ele omite que já a recebeu. Totalmente desinformado, ele desconhecia que a dose da vacina é única - à exceção da vacina fracionada que deve ser repetida em dez anos.
Há pessoas que estão morrendo de medo da doença transmitida pelo macaco. E até estão matando símios, totalmente desinformados sobre a Febre Amarela. Inexiste a doença do macaco. Eles não são transmissores. O macaco é o hospedeiro da doença na mata - porque foi picado por um mosquitos transmissor - assim como o homem é o hospedeiro na cidade - que também foi picado por um mosquito transmissor.
Por que não vacinam os macacos? Porque é absolutamente inviável. Macacos são seres sensíveis e podem morrer em contato com o vírus atenuado. Cientistas estudam uma possibilidade de vaciná-los, mas ainda é cedo. Por que apenas humanos e macacos desenvolvem a doença? Porque a Febre Amarela abrange apenas os primatas, ou seja, apenas homens e símios são classificados primatas.
A desinformação sobre a doença e vacinação é muita. A televisão, e principalmente ela, deveria instruir e orientar a todos sobre uma epidemia de doença. Deveria bombardear o povo com as orientações básicas sobre uma epidemia, sobre o que fazer nesses casos e técnicas de prevenção. Entretanto, se se prestar atenção, vemos que a televisão não cede muitos minutos preciosos e onerosos para "bobagens". Nem mesmo a AIDS - que continua sem cura - e demais doenças sexualmente transmissíveis, recebem atenção especial das redes televisivas.
Dizem que não há razão para tanto alarme, para tanto corre-corre para tomar a vacina. Não há desde que nos expliquem o "não há". As pessoas não querem adquirir uma doença que pode matar em poucos dias, mas que pode ser combatida previamente com uma vacina.
Demais, a profilaxia da Febre Amarela foi iniciada por Oswaldo Cruz, medico e bacteriologista, por volta de 1900, que implantou medidas sanitárias adequadas no combate ao mosquito.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: SKMe (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.