Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Conto
 
Olhos de Punhal
Por: Fabiana Teixeira

A noite estava tão fria assim, também estava o meu coração.
As vezes me sentia pura ventania, tão forte e decidida pena que logo
Voltava a ser frágil e insegura.
Os medos marcaram os nossos momentos...As tuas palavras me perseguiam,
Pela casa, o telefone tão tocava, meu coração era uma estrada deserta.
Poderia ter dado uma chance, alcançar os nossos sonhos, correr contra o tempo, seria em vão?
Nunca saberemos.
O que nos machuca e deixamos para traz, não deveria doer mais.
No entanto o céu azul, o mar não ajuda a te cancelar.
Entendo que a vida não se demora e não devemos ficar desperdiçando felicidade,
Relembrando dissimuladas mentiras, promessas e cada atitude é um voo para o destino.
Sei que a esperança é uma casa de portas abertas...
Durante a madrugada entrei em um túnel que me levou ao passado reencontrei fatos,
Faces e momentos que não se cancelaram.
Acreditei em um fantasma com olhos de punhal...Me feriu, machucou os sentimentos
Até que um dia me rebelei ! Havia uma passagem secreta a minha espera amar, é não sofrer.
Te esquecerei quando o dia amanhecer!

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: IWEH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.