A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Conto
 
Emoções Fugidias
Por: Fabiana Teixeira

Gosto de sentir o sabor da noite e me fascinar com a lua, mas ela não surgiu.
A noite se tornou uma desconhecida...Sem letras e rimas.
Noturna, minhas noites eram feitas de encantos e quando menos esperei, tudo mudou, me senti sozinha.
Não havia um anjo iluminado, não havia ninguém.
Sentada em um jardim silencioso, sem sonhos, permaneci olhando para o céu.
Foi cruel e no entanto necessário parar de me iludir, assim.
Nada me inspirou. Então, me bateu um vazio sem razão e sem tamanho.
Eu não tinha mais sonhos...Não sentia as emoções. Aliás, entendi que não queria mais o sentir em mim.
Me libertei, talvez.
E esse vazio não foi premeditado, fui sofrendo, desacreditando e aos poucos parei de sonhar.
Antes as minhas noites eram embaladas por lágrimas doces e esperas sem controle.
Hoje não tenho lágrimas, nao tenho as emoções, tenho o nada.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: OfJc (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.