Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Ensaio
 
Laços afetivos
Por: Marlene A. Torrigo

“A pessoa não morre, ela fica encantada.” (Guimarães Rosa)

As mortes, há uma semana, de um amigo de infância dos meus filhos, de uma colega de trabalho e também do meu gatinho de cinco meses, deixaram-me deprimida, desalentada.
Que fim de semana, meu Deus! Morreu-se-me o meu gatinho no sábado, 25 de março, após três semanas de muitas tentativas e gastos para tentar salvá-lo, sendo que tudo começou com uma perna dianteira quebrada. Também faleceu, em 26 e março, um amigo de infância dos meus filhos. Ele tinha pouco mais de 40 anos e era hemofílico. E ainda faleceu no mesmo dia uma colega de trabalho, 67 anos. Ela estava terminando a faculdade de Direito - seu sonho-mor era ser advogada -, mas foi atropelada semanas atrás, fraturou a bacia, vindo a sofrer sérias complicações agravadas por uma septicemia.
Deveras, nem todos chegam à Terra Prometida.
Puxa vida, a gente desenvolve fortes laços afetivos com plantas, animais e pessoas, mas temos que contar com as tristes perdas. Plantas? Sim, plantas. Eu tenho muitas plantas e faço de tudo para que nenhuma morra, e quando uma delas inventa de morrer, eu fico sim, muito triste.
Nenhuma morte há de me causar felicidade.
Sempre dizemos que se for para a pessoa padecer num leito de morte, se for para viver na dependência outros por anos é melhor que se vá para sempre, mas seria maravilhoso ela conseguisse levantar e andar, retornar à sua vivacidade de antes. Seria...

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: SNAW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.