A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco | CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Conto
 
Oxalá!
Por: Marlene A. Torrigo

Pensamentos negativos atraem energias negativas. E o pessimismo idem. Então eu procuro ser otimista. Sempre digo que tudo há de melhorar, que aos dias quentes suceder-se-ão dias amenos. Deveras, se mantivermos uma postura otimista perante as dificuldades, de alguma forma as solucionaremos. Se conviermos que a vida seja um fardo, uma cruz pesada a carregar, tudo fica difícil. Contudo, considerando que não somos uma montanha de fortaleza emocional, sempre cederemos aos momentos de fragilidade em nossas ações e pensamentos. A vida é um raio que nem sempre centelha.

Assim aconteceu comigo nos últimos meses. Tudo começou em janeiro, quando, durante uma tempestade, um belo raio queimou a minha televisão 42 polegadas. Preço do conserto? Setecentos e cinquenta reais. Literalmente surtei. Todos sabem que quando o céu anuncia tempestade que mata é sensato desligar os eletroeletrônicos, mas parece que os humanóides daqui de casa não aprendem. Quando o céu escureceu, desliguei o computador e gritei, “Desliga tudo!” Tarde demais. Um raio foi mais esperto. O técnico avaliou o estrago e deu o diagnóstico: queima da placa-mãe. Se ele tivesse dito que tinha queimado a placa-tataravó, ficaria na mesma, já que não entendo nada de nada de certas coisas. Paguei o conserto rezingando, “É assim mesmo, depois piora.”

E não é que piorou mesmo! Em fevereiro os dois velhos computadores de casa pifaram. Os dois! O notebook do meu neto e o meu CPU. Levados para avaliação o conserto sairia caríssimo, não valendo a pena consertá-los. Melhor comprar novo, orientou o técnico. Vingando-me por tal infortúnio, estourei os meus cartões de crédito e comprei outro note pro meu neto e um desses computadores de futura geração, que vem com o processador dentro do monitor enorme refulgindo na minha cara. Tudo funcionando às mil maravilhas, vociferei, “Vai quebrar o quê agora? A minha vida?”

Não, a minha vida não quebrou - Pelos deuses, minha vida tem um valor inestimável! Como eu pagaria o conserto? -, mas quebrou a perna do meu gato. No início de março o meu gatinho, Tigre, cinco meses, teve uma perna dianteira quebrada. Eu escrevi quebrada, não fraturada. Uma madeira caiu-lhe em cima. Abaladíssima, gastei mil e quatrocentos reais entre consultas, Raio-X, medicamentos e cirurgia com veterinário-ortopedista na clínica mais em conta que encontrei. Isso tudo depois de dez dias procurando clinica gratuita, em vão. Teve um ortopedista que cobrou dois mil reais. Telefonei para vários veterinários, Zoonose, ONGs (a mafia correndo solta), e até mesmo pro Zoológico para ver se sabiam de alguma clínica gratuita para casos cirúrgicos. Esperança minha. E o gato em sofrimento. Resumindo, ou eu pagava ou o Tigrinho, coitadinho, correria o risco de perder a perna. Tigrinho foi muito corajoso, comportou-se muito bem e, ai ai, lá se foi a grana que eu estava poupando a fim de fazer uma viagem marítima nas próximas férias!

Eu adoro plantas e dentre as minhas tenho sete ervas, arruda e espadas de São Jorge. Eu, que não acredito em nada e acredito em tudo, estou apelando para a energia das plantas e rogando aos anjos do bem para darem uma ajudazinha, afastando as forças do mal, prometendo não mais imprecar. Da próxima vez que quebrar algo... Trovões me abalem, mas não haverá próxima vez tão cedo, oxalá! – Porém, a minha lavadora anda fazendo um barulho tão estranho... Ah, não deve ser nada demais. Ela deve estar apenas cantando, fazendo graça de novo.
É assim mesmo, depois... Depois melhora.





Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CdDK (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.