A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Conto
 
AMOR O MELHOR SENTIMENTO
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

AMOR O MELHOR SENTIMENTO

O amor é o maior e melhor sentimento que duas pessoas podem compartilhar. Amo-te, não somente pelo que és, mas pelo que sou quando estou contigo. Quero te amar com ternura, doçura, encantos mil, mesmo que ao final de tudo meu coração venha a fenecer. Somos seres hominais engalanadores, sem debitações, imantados por fluidos ditosos, sem interstícios que emanam dos sentimentos humanos nascidos do coração, pois jamais fugimos dos nossos planos, plenos de gratidão. Nas visões belas promessas, na mente meigas saudades aos ouvido me confessas, sonhos de amor são puras verdades.

Não carrego comigo falsas virtudes e sim belas verdades desnudas e sem defeitos... Deves cessar com suas vaidades desumanas e, que o amor e nossos corações sejam ternos e rarefeitos, Uma pequena dúvida persiste, e meu cérebro saltita em trêmulos compassos e embaraços, mas não se deixe entusiasmar a ponto de não conseguir distinguir amor de atração, amor de carência, amor de insegurança, amor de fantasia, pois só almejamos nos deliciar em noites gloriosas. Para amar você basta um belo olhar e jamais esquecer, pois quero te amar até morrer. O seu amor recupera os belos sonhos meus.

O seu sorriso postar no emblema da paixão, as gotas do meu sangue não param de pingar, mas, estancam com seus beijos sem desilusão. Meu único universo é o amor, seja ele qual for... Amor, extasiado, complicado, deliberado, mais sem dor... Alguém já sofreu por amor verdadeiro e fiel? Duvidamos se fosse amor fiel e verdadeiro não faria ninguém sofrer. Não quero te perder, almejo sempre te amar. Foi no mar da solidão que me alegrei ao ver teu lindo sorriso se esbaldar. Detalhes da bela mulher que adorei. Na vasta e singela onomatopeia amar. Amar de muitão amar em profusão e de muitas simplicidades.

Trago no peito um coração cheio de defeitos, mas apto para amar de muitos jeitos, simples ou diferentes, mas que agrade a gente sempre ao amanhecer ou ao entardecer. Será que serei feliz eternamente sem naufrágios amorosos e descompassos, ela me ama não restam dúvidas, devemos aproveitar sem atos espalhafatosos, mas, com beijos, abraços, carícias, êxtases, amores ardentes e gozosos. Não conjuro minhas ideias, mas elevo-as aos patamares das harpas sonoras. Nosso destino pretendido nesse orbe é amar, acariciar sem preconceitos e pensando nos sonhos seus.

Às vezes os dentes brilhantes, mostram as suas belicosidades. O seu sorriso é um semblante, largo e repleto de felicidades. Não existe sorriso mais adoçante. O que se inseriu nos lábios seus, seu sorriso é vitamina fortificante. Amar é sentir na felicidade do outro a própria felicidade, visto que amar não é apoderar-se do outro para completar-se, mas se dar ao outro para complementação. Pouco a pouco nos juntamos num elo de sabor delicioso e redentor... Entregamo-nos em abraços apertados, em carícias e beijos enternecidos. Amar e sem amado eis a questão levante e tome atitudes depuradoras, mas não seja infiel respeite os nossos encantos vamos crivar o coração de amor sem lantejoulas e sem belicosidades.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES- FORTALEZA/CEARÁ

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: gLFF (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.