A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Conto
 
MINHA VIDA DE SENTIMENTOS
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

MINHA VIDA DE SENTIMENTOS

Minha vida está repleta de sentimentos de alegrias e tristezas, mas não são asperezas, e sim, porque a minha alma não atingiu o mais esperado senso de esplendor. Resolvo tomar atitudes para imantar energias positivas e alvissareiras e, nesse momento prefiro sentar, pensar, imaginar e criar ideias que venham iluminar a minha mente. A minha autoestima se revela e num momento de altivez eu faço da minha vida uma festa com direito a belas músicas e serestas. A ornamentação será providencial, visto que anseio o perfume das flores e a beleza das aves que não cessam de cantarolar.

De alegrias e virtudes, de alvissareiras bonanças e de altaneiras juventudes, é a minha sina. Um nome me veio à lembrança, Christina, bela jovem de educação esmerada, calcetada no amor de felicidade reluzente senti que dela emana o amor, do bem querer e do esplendor que anseio para viver feliz. Com sentimentos de amor para repor as energias galantear meu visual para inebriar tal sereia que esperneia a procura do perfume do amor e sem pudor. Nesse mundo onde predomina a inveja, o orgulho e a ingratidão, mesmo sendo aprendiz abandono o insano e o profano, no entanto, me agarro com unhas e dentes no mais altaneiro amor que está por vir.

Jamais esqueço o que faço não existe embaraço para quem quer alcançar o mais almejado objeto de sua vida material. Almejo ter comigo momentos de paz. O lírio em sua pujança lança perfume no ar nesse clima vou te esperar. Sua pureza irradia alegria em potencial não me deseje mal quero te amar. Volte, pois não suporto a saudade inclemente, meu coração de saudade vai palpitar e estourar. Quero aliviar minhas tensões com a mulher querida, sua ausência vai me desfalecer. As sombras da saudade, não são sombras, são queimadas de sonhos, de felicidade quero viver. Quero presenciar um lindo dia alvorecer com ele te abraçar, te apertar e sentir prazer até me esbaldar.

Não me faça de criança, sou adulto encorajado, mas as sombras da saudade me transformam num ser sem esperança. Vou rogar clamor ao astro rei para dizimar as sombras e que a claridade transforme a saudade em clarão constante. Que meu amor esteja sempre por perto, mas nunca ausente, pois não quero sentir saudades, e sim amor ardente. Nunca vi tanto esplendor no amor de uma mulher, seu corpo puro de amor quer desfrutar vencer as sombras da saudade, e no brilho reluzente entregar-se de corpo e alma ao seu amor carente. Almejo ser feliz eternamente, sem sombras, sem sofrimentos, sem saudades quero o fluido do seu amor como bonança a reluzir.

A noite fecha a cortina, os meus braços são dois rios de águas tenebrosas. Desejo de coração me eximir da saudade, almejo felicidade e sutileza. Prazer que alivia o coração, as sombras da saudade entristecem o coração, não desejo que o amor seja apenas lembrança. Quero contigo continuar eternamente com trocas de amores efervescentes, implantar em seu ventre a semente da vida e do amor e, os teus dons maternos receba o meu néctar que se juntará ao sei mel para formar um belo, forte e genial zigoto formatado a pulsar.


ANTONIO PAIVA RODRIGUES-FORTALEZA/CEARÁ



 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentario

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: bVCR (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.