A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Conto
 
O ENVOLVER DO AMOR
Por: ANTONIO PAIVA RODRIGUES

O ENVOLVER DO AMOR

Amar não é se envolver com a mulher perfeita que te rejeita é alçar voos equidistantes para mais perto encontrar o ideal. Amar e ser amado são energias em profusão, visto que almejo o seu olhar penetrando ao meu olhar, seus lábios de encontro aos meus e, num ato de impulso juro morrer a cada dia de prazer e alegria com mais paixão e excitação, entrelaçando meu corpo junto ao seu levando a paixão mais acelerada e colocando o meu amor à prova dos sonhos teus.

O amor é a poesia dos sentidos, é o canto dos belos passarinhos ele tem o papel de atenuar todos os nossos pecados, na mesma proporção em que nos inspiramos, usando os olhos para expressar os vis desejos, mas não é soberba e nem o egoísmo, pois só o amor fortalece os corações dos amantes inveterados e os que sofrem com a desilusão é o amor em esplendor que nos aproxima cada vez mais. São dois seres unidos pelos laços fieis do amor de abraços e beijos fortes, desejo e sedução na união ao extremo dos amores redentores e extenuados.

O grito admoesta sem alaridos, mas com ternuras no âmago do meu coração corre sangue pulsante, ardiloso não filo os defeitos alheios e sim o que é fácil e menos complexo. O amor fraternal, o amor maternal, o amor carnal fazem parte da nossa existência, e o maior prazer e satisfação é amar e ser amado com as bênçãos divinas. O amor é a força mais sutil do mundo de quem ama e perdoa todos os pecados, entretanto no amor os pratos da balança estão desequilibrando o meu coração, o meu afeto e o meu clamor tornam-se estatizados às vezes te amo, te odeio, mas a felicidade me encaminha aos desejos seus.

Existe um algo mais no gosto de beijar, de abraçar, é a procura pela perfeição bendita para atingir o orgasmo com fervores, fulgores, sensações inebriantes sem sofrimento alçaremos a felicidade, pois amor não tem idade e o ato de subtrair carinho, jamais. O amor deve ser a essência da alma humana, através de meiguices, afagos que inundam qual essência que fortalece o corpo que emana, carícias, orgasmos e sensações que se aprofundam. Que nossa relação dure para sempre sem contratempos com mil amores e o fechamento seja como perfume de flores de perfumes eternizados.

O amor verdadeiro merece perdão para todas as vidas, menos para as vidas sem amor. A loucura nos leva ao desejo, a pensar invertido, mas não se sinta perdido, visto que, é o desejo irresistível de ser irresistivelmente desejado. No suave mistério dos espaços, a Terra escura e triste se povoa e nos conduz. No amor, na vida há contradições, como seja gelo e chama não amar às vezes é ser prudente, e quem é prudente não ama. Não diríamos assim, pois o amor é sublimado e o homem sem amor no coração é um ser oco, sem nada em seu interior perplexo e, sem nenhum acalanto cheio de mistérios nos pensamentos, mas sem apogeus.

ANTONIO PAIVA RODRIGUES- FORTALEZA/CEARÁ





 Comente este texto


Comentário (0)

Deixe um comentario

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: CMbB (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.