Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Ensaio
 
Ora água, ora vinho
Por: Marlene A. Torrigo

“Pode-se enganar a todos por algum tempo, pode-se enganar alguns por todo o tempo, mas não se pode enganar a todos por todo o tempo.” (Abraham Lincoln)

Corrupção não é invenção recente. Ela vem desde antes da invenção da moeda, desde antes da invenção da lei da troca e barganha. E a corrupção cresceu, cresceu, cresceu, tomando ares assustadores. A corrupção é desencadeada por cobiça, por ambição desenfreada, doentia. Junto surgiram as pessoas más caráteres pretendendo levar vantagem em tudo. É gente que rouba, que surrupia, que lesa direitos de outrens, mas posam de santas em andor, desfilando e desfiando um rol de integridade. Imagine-se! Tais infames estão por toda parte. Como estão!

Eu mesma tive, e ainda tenho o desprazer de ver trabalhos literários meus devidamente plagiados, desde 2010, por uma escritora de perfil muito condecorado por aqui - segundo ela mesma. A estupenda escritora pega textos meus, rebusca-os, enfeita-os e na maior cara de pau os publica no mesmo site que eu publico. E ainda plagia os títulos dos meus trabalhos. Também percebo que muitos dos seus textos são plagiados de outros escritores. Pois é... Talento nato não é para todos.
Sobre a conduta abjeta de tão esperta nossa senhora, tão atilada e arguta, só posso exclamar, quanta honra! Afinal, alguém plagiando Marlene, só pode ser por falta de capacidade criativa. Mas, pena! Na mídia virtual só posto textos que classifico inferiores, portanto, caríssima plagiadora, copie-me à vontade!

Mudando de assunto, penso que bipolares todos sejamos. Ora água, ora vinho; ora açúcar, ora sal; ora fel, ora mel; ora calmaria, ora tormenta. E assim seguimos. Normal normalzinho ninguém é, mas há pessoas que se comportam tão daninhas que fica mesmo impossível as acolher com todo amor e paciência do mundo. É o caso dos psicopatas sociais, que tentam passar uma figura angelical, de candura, de inocência, quando em verdade são ervas daninhas invadindo jardins alheios. Se não lhas arrancam as raízes, elas sufocam e exterminam tudo que encontram à frente. Então, arranque-se as ervas daninhas, caso contrário, ai das flores! Existem pessoas na vida que precisam ser freadas. Elas não possuem exata noção que tresandam em estado semi-psicótico por aí, cometendo asneiras.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: ACNI (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.