Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

NÉLIO CARDOSO DE MEDEIROS
Publicações
Perfil
Comente este texto
 
Humor
 
INICIAÇÃO NA MAÇONARIA
Por: NÉLIO CARDOSO DE MEDEIROS

INICIAÇÃO NA MAÇONARIA

Meu nome é Anaximandro, vocês pediram, então vou contar o que presenciei em uma caverna secreta quando fui o Sétimo Vigilante de uma Loja Maçônica. Ouçam: - Alguns pesquisadores e centenas de historiadores afirmam que todos os maçons já enfrentaram o terrível, horripilante e catingudo bode preto da maçonaria. São aceitos exclusivamente aqueles que não fugirem dele e o segurarem pelos seus imensos chifres pontiagudos. Em algum lugar ermo, escuro, tristonho, arrepiante e horrorizante como uma sepultura vigiada por espíritos trevosos como os Hypinos e Quiumbas oriundos do astral inferior, fica localizado o ponto geométrico conhecido exclusivamente pelos filhos da viúva negra. Bajiru, o menestrel das viúvas apaixonadas por aracnídeos, seria a próxima vítima do tirânico e crudelíssimo bode preto se fosse reprovado nas horripilantes e terrificantes provas de admissão aos sacratíssimos mistérios maçônicos. Até hoje, nenhum maçon revelou os segredos das provas que enfrentou nas escuras e geladíssimas cavernas da maçonaria. Milhares foram torturados, mas pelo juramento demoníaco que fizeram a Satã, jamais revelaram os seus segredos. Alguns teólogos de Ipiabas afirmam que o diabo é o parceiro predileto dos maçons. A única coisa que a plebe ignara sabe: - Os maçons são unidíssimos. Assim como são as formigas, abelhas e marimbondos. Se mexer com um, mexeu com todos eles. Naquela noite chuvosa, tenebrosa, cavernosa e venenosa, relâmpagos iluminavam parte da caverna secreta através de uma abertura triangular e observam-se hieróglifos desenhados na parede. Um terrível maçon usando uma estranha máscara negra e com dois urubus sobre cada ombro um corvo sobre a cabeça, convidou Bajiru para assinar um testamento com o próprio sangue, na triste hipótese de ocorrer um acidente fatal. Após os avisos de praxe, ou outro maçon vestido com um balandrau preto com uma urutu enrolada no pescoço exalando um fortíssimo cheiro de enxofre misturado com catinga de gambá, perguntou em Latim ao Terrível Irmão se o candidato foi aprovado nos exames de laboratório. – O eletro-encefalograma examinado atentamente pelo Dr. Pauletino, surpreendeu a todos. – E qual foi o parecer do esculápio?
- Afirmou que jamais examinou algo semelhante.
- O candidato descobriu nossos terríveis segredos?
- Irmão Malvadíssimo leia o relatório assinado pelo Doutor Perruna.
O terribilíssimo esculápio sentou em numa poltrona preta em forma de bode, acendeu sete velas pretas em um candelabro egípcio e leu o relatório escrito em Esperanto: - “O candidato é maçon inato. Logo no início do eletro, surgem linhas negras formando uma régua e um esquadro. Vemos depois uma estranha imagem do cerebelo onde observamos um bode preto e uma cabra branca com duas crias comendo romãs. Aparece em baixo-relevo no cérebro do nefelibata um livro com capa preta, um esquive verde-amarelo, azul e branco e uma reta com trinta e seis metros de comprimento.
- Ele abandonou o corpo físico? Foi dançar maxixe no além-túmulo?
- Animal bodíssimo! Você não o vê amarrado e amordaçado na Cadeira Quentíssima de Satã? – Explique-me irmão Terrível. – Ele parou de pensar quando o enviamos mentalmente para o Congresso Nacional. – Continue lendo o diabólico relatório, estou ficando ansioso para comer uma prejereba, considerando-se que sou um papa-banquete.
- O relatório agora está escrito em Tupi.
- O terrível e malvadíssimo Guarda das Sete Portas Demoníacas acendeu mais sete velas e sorveu gulosamente um fedidíssimo líquido preto em uma taça de lata enferrujada. Leu surpreso no segundo relatório secreto: - “No cérebro do neófito surgiram formas de pirâmides, naves espaciais, donzelas e belíssimas feiticeiras nuas”- Um sacrilégio! – As donzelas? – As pirâmides e naves espaciais. Os esculápios assinaram e carimbaram o eletro-encefalograma. Afirmaram que o candidato a ingressar na Maçonaria é um homem normal, por ter uma gigantesca atração por mulheres ainda que tenham noventa anos ou mais. Após sete dias de torturantes provas, o neófito foi aprovado em seis. Faltava enfrentar o segundo bode preto. Passou incólume pelo ninho das seiscentas e seis urutus, dormiu com aranhas negras, escorpiões, sapos, lagartos, enfrentou e venceu jacarés famintos. No final dessa prova de coragem, encontrou Fúlgia, a feiticeira dos maçons. Estava só com uma calcinha preta e revelava seu corpo escultural. Nosso herói resistiria à tentação? A pior prova para qualquer homem: - Resistir aos encantos de uma mulher e suas armadilhas amorosas.
A feiticeira estalou os dedos e os dois já estavam acomodados em uma cama redonda de um motel. Bajiru vencera o bode preto. Não resistiu à tentação de ficar olhando demoradamente para Fúlgia, mais bela do que muitas deusas do Olimpo. Bajiru dormiu sete dias e sete noites com Fúlgia. Foi aprovado em escrutínio secreto por unanimidade, e atualmente é um dos sete vigilantes da Loja Maçônica Bode Preto. Segundo alguns historiadores o casal teve dois filhos com cara de bode e estão guardando o templo maçônico deste município.
A Grande Sala dos Mentirosos localizada nos fundos do Clúbi das Donzelas estava cheia de goteiras e ninguém acreditou em minha história.
Resolvi sair na tempestade com fortíssimos relâmpagos e trovões para tomar um café na Padaria das Pecadoras. No caminho ermo e escuro, vislumbrei um estranho vulto com tridente, vestido com roupa vermelha, chifres, um rabo terminando em ponta triangular e ainda puxava um bode preto.

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: AMUP (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.