Paralerepensar - Texto

Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 

E-mail:
Senha
       
        Cadastre-se
Esqueci minha senha
Homepage
Pensadores
Lazer e informação
Citações
Textos Fantásticos
Poemando
Provérbios
Estatuto do poeta
Peão diz cada uma!
Bíblicos
Contos e poemas de Natal
Básico de violão
Livrarias
Informática
Artes
Jornais
Revistas
Música
Televisão
Infantil

MUSIPOEMA

MUSIPOEMA
A HISTÓRIA DO ROCK IN ROLL
SER MÃE
AMIGO É...
AMAR É...
 

 

Busca

 
 
 

 

 
Resenha
 
Inesquecível Marilyn Monroe
Por: Marlene A. Torrigo

De todas as estrelas femininas de Hollywood, Marilyn Monroe foi sem sombra de dúvidas a estrela que mais impactou o mundo da sétima arte, permanecendo como o maior ícone feminino mundial.
Tudo se falou e se inventou sobre ela. Brilhando numa época de forte repressão feminina, imagine-se o dínamo Marilyn Monroe, emergindo glamorosíssima no pós-guerra com as cores do seu erotismo exuberante e feiticeiro em meio ao mundo conservador da época, ensandecendo o imaginário masculino.
Quanto mais os seus descobridores a tornassem sexy, sensual e sedutora mais o mundo teria os olhos voltados para Hollywood. Sua infância conturbada vivendo em lares adotivos também foi amplamente pormenorizada e maximizada pela mídia. Seria assim que uma Marilyn sofrida, ingênua, alcançando fama e fortuna, povoaria os sonhos das mulheres.
Marilyn tornou-se sexy simbol mundial com sua atuação no filme Niágara e como o protótipo de loira burra e divertida, com sua atuação no filme Os Homens Preferem as Loiras.
Embora personificada em seus papéis como uma loira ingênua e avoada, em verdade era muito inteligente. Desde que se tornou pin-up, passou a investir em si estudando tudo o que pôde sobre a sétima arte. Sua ascensão meteórica não foi conquistada apenas por ser belíssima. Decepcionada por ter sido estereotipada e com seus ganhos irrisórios, criou sua própria empresa cinematográfica, passando a gerenciar ela própria a sua carreira.
Era uma mulher de negócios, estrategista na arte de deslumbrar o público e fotógrafos com seus vestidos colantes, andar provocante e postura de deusa platinada.
“São poucos os rivais de Marilyn Monroe em popularidade, incluindo Elvis Presley e Mickey Mouse. Nenhuma outra estrela já inspirou uma vasta gama de emoções — da luxúria à piedade, da inveja ao remorso.” Seu terceiro casamento totalmente incompatível com o dramaturgo Arthur Miller deu o que falar. Com ele Marilyn teve sua única gestação, mas sofreu um aborto espontâneo.
À medida que sua fama crescia ela se tornava cada vez mais rebelde, voluntariosa, geniosa ao extremo. Nos maridos, namorados e amantes buscava a figura paterna, nunca encontrando. Seu transtorno de comportamento e seu vício em barbitúricos enlouqueciam seus mentores. Seus psiquiatras diziam que ela sofria de medos graves e depressões frequentes. O ator Laurence Olivier a via como a maior vítima do sensacionalismo. Ninguém compreendia a dor que lacerava a sua alma - uma criança vivendo em lares adotivos, sendo seviciada, imagine-se os tormentos por quais passou.
Todos que conviviam com Marilyn sabiam que sua toxicodependência a estava destruindo. Eu tinha 11 anos quando da notícia do suicídio de Marilyn, em 05 de agosto de 1962. Naquele dia não se falava em outro assunto. Lembro-me de uma vizinha, exclamando: Vocês estão vendo como os ricos também morrem? Que mulher mais burra! Famosa, endinheirada e burra!
Após, tiveram inicio as especulações sobre a verdadeira causa de sua morte. Notícias fomentavam que ela fora vítima de queima de arquivo. O seu presumido e intrigante envolvimento com os irmãos Kennedy a posicionou em uma “teoria de conspiração”. Verdade ou mentira? Desde então a causa verdadeira de sua morte tem se constituído um mistério. Suicídio ou...?
Marilyn tornou-se parte da cultura dos Estados Unidos. Não existem os EE. UU. sem que sejam associados a ela. E digam o que digam sobre essa mulher inesquecível, de uma coisa eu tenho certeza absoluta: Nunca mais haverá de surgir outra Marilyn Monroe em Hollywood.

* https://pt.wikipedia.org/wiki/Marilyn_Monroe

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aBCX (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.