Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Sátira
 
A igualdade de um bêbado vivo e um bêbado morto.
Por: Marlene Passos

A igualdade de um bêbado vivo e um bêbado morto.
Marlene Passos



Um jovem senhor, depois de beber uma garrafa de 51, vai ao baile, dança, rodopia e cai, ataque fulminante, morre! Um amigo, tentando fazer respiração boca a boca para reanimá-lo, fica bêbado e diz:
_ Será que esse bafo veio da 51, 91 ou do barrilzinho?
Todos ficam tristes pois o ex bêbado era super alegre.
O bêbado vai caminhando, cambaleando pelas encostas do além, reclamando sempre:
_ Alguma coisa estranha está acontecendo, ando, caio, levando e não encontro o bar do Mané, sei que estou devendo há um ano, mas ele sabe que ainda pagarei!
A confusão é tremenda na cabeça de Ronisvildo.
_ Não entendo... parecia estar num cemitério... por que será que todos colocavam uma garrafa de 51 no túmulo? Será homenagem?!
Ronisvildo começa rir e diz:
_ Aquele já era! Virou mel de formiga!
Ele caçoava do morto sem saber que era o próprio falecido.
De repente recobra a consciência e diz:
_ Epa! Morri! Vou reclamar com a morte.
Ele vai até o escritório da morte e a secretária diz:
_ Dona Morte não está, foi resgatar umas mulheres de um cabaré, o fogo tomou conta!
_ Epa! Tá pra mim! Mulherada tostada... se for crocante não escapa nem o osso! ... Mas enfim, preciso continuar minha busca.
Chega ao escritório de Deus e a secretária diz:
_ Que bafo é esse, 51?
_ É barrilzinho!
Preciso falar com Deus!
_ Preciso agendar!
_Pra quando?
_ Deixe ver... só tem vaga pra daqui 200 anos!
_ O quê? Até lá já morri!
_ O senhor já morreu!
_ Esqueci desse pequeno detalhe!
Deixe pra lá!
O bêbado sai reclamando e vai procurar Jesus. Chegando, a secretária diz:
_ Só tem vaga pra daqui 500 anos!
_ Nossa! Vou procurar alguém que esteja iniciando a carreira!
Andando, andando, chega a um escritório que julga ser desconhecido. Na placa escrito: “Dr. Esperança Eterna”.
O bêbado diz: _ Estou com pressa, mas vou entrar nesse mesmo!
_ Secretária, aqui no além está tudo congestionado, é um descaso, se aqui tivesse eleição não votaria!
Preciso de um médico, meus cabelos ainda caem, a hemorragia no fígado continua, ou seja, nem fígado tenho mais! Necessito de urgência e emergência!
A secretária diz: _ O dr. Esperança eterna foi viajar em lua de mel.
_ O quê? Aqui também se casa?
_ Aqui tem de tudo!
_ E aonde posso procurar ajuda?
_ Será difícil pois o além está de férias.
O bêbado sai irritado, anda, cambaleia, cai, levanta e chega a uma encruzilhada, encontra galinha, pinga, sarapatel, caruru, vatapá e abobrinha com quiabo.
_ Com esse jejum, aqui que fico!
Ronisvildo senta perto da galinha e diz:
_ He! Nos meus tempos de vivo, galinha eu começava pela coxa, depois pulava no pescoço, mas o que eu comia mesmo era o peito.
Nesse momento sentá-se ali outro bêbado e de tão bêbado pensa estar tendo alucinações.
_ Epa! Tenho companhia!
Você está vivo ou morto?
_ Acho que estou vivo, sei lá... mas depois dos goles que tomei... tanto faz...
_ Eu morri.
_ Morreu?! Mas como você está aqui?
_ Faça pergunta mais fácil, essa é muito difícil!
_ Estou sentindo um cheirinho... há quanto tempo não toma banho?
_ Já não tomava quando era vivo...depois que morri então!...
Até engordei uns quilinhos!
_ Eu emagreci, estou pele e osso!
_ Por quê?
_ A cachaça me curtiu!
_ Curtir está na moda!
_ Fui curtido diferente, meu fígado foi derretido.
_ Isso é grave, você está com pé na cova!
... Mas se você está morto e eu estou vivo...
_ Você está vivo por enquanto, está quase do lado de cá!
_ Tanto faz... e o que faremos com esse banquete?
_ A 51 a gente divide, a galinha cada um come a metade, mas... estou confuso...
_ Confuso com quê?
_ Esqueci quem é o vivo e qual é o morto!
Nesse instante a morte chega com um golpe fatal fazendo do bêbado vivo um bêbado morto, ele cai, levanta, cambaleia, levanta e diz:
_ Parece que morri! Mas como terei certeza?
Ronisvildo olha o corpo do outro bêbado e diz:
_ Não vai dar pra ter certeza não!
_ Por quê?
_ A morte deixou você irreconhecível, não dá para saber quem é!
_ Vão ter que fazer o teste de DNA.
_ Só vai dar cachaça!
_ No DNA?
O certo é fazer teste do bafômetro.
_ Agora não importa mais saber que o bêbado falecido é o defunto “EU”.
_ Vamos comemorar, agora estamos iguais! Sempre lutamos pela igualdade, chegou a hora, vencemos, é gol!
_ Bêbado.
_ Fala bêbado 2.
_ Eu sou só um!
_ Estou enxergando dois!
_ Eu e você?
_ Eu, você e o bêbado morto.
_ Quem é quem afinal?
_ Se eu não sou você, você não sou eu, quem somos nós?
_ Matemática essas horas no além... não sei decifrar essa equação!
_ Acho que não estamos bem!
_ Você acha? Eu tenho uma leve certeza, mais bem leve!
_ Melhor irmos para casa, vai que de repente não morremos nada! Só estamos de porre!
_ Vamos pra casa, mas leva a 51.
_ Vamos lá!
E assim os dois bêbados caminham pelos caminhos do além sem ter certeza se morreram ou não! Há quem diga que nas noites de luar, dois homens vivem vagando pelas noites, cambaleando e caindo.




 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: LWKH (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.