Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 

 

 
Experimental
 
LEMBREMOS AMOR...
Por: Luiz Gonzaga Bezerra

Amor...

Lembremos dos momentos inesquecíveis do nosso encontro, dos anseios da primeira visão de duas almas andarilhos dessa vida sem portas, sem janelas, unindo-se numa paixão avassaladora por fios magicamente indecifráveis.
Retornemos ao primeiro dia, lá ainda escrito na sala do tempo, as frases de bom dia, de tudo bem, de ternura camuflada de sensibilidade, de saudade daquele encontro entre nossos espíritos.
Nada foi apagado, tudo permanece na mente, até mesmo a tua face aureolada de candura, teu sorriso mimoso, tua sensualidade de mulher a fim de ser cortejada e cantada por mim, está estampada em meu coração puramente encantado com tua beleza.
Daí nasce o chamamento da paixão, o fogo arrasador do desejo, a palavra do apaixonado na primeira impressão advinda da alma, que em sua praticidade parecem conhecer a flor em forma de mulher, que sempre buscou em suas viagens imaginaria, mas de repente, encontra-a em sua frente vestida de sensualidade, exaurida de todas as sensações capazes de saciar a sede do amor vigente na mente.
Apaixonite imediata, a loucura do querer provar dos seus lábios adoçados de paixão, de sentir seu corpo desenhado pela natureza sob o meu, de saciar a sede de beijar sua boca, sentir sua respiração dominando-me, de voar com você no universo, amando-a eloqüentemente na brisa suave da noite, relaxar nas areias infinitas do mar do amor.
Lembremos dos primeiros abraços, dos apertos sensíveis do corpo a corpo, dos sussurros recrudescentes dos nossos corações se tocando no pulsar apaixonado, iluminados por Eros do seu pedestal, aplaudindo a nossa união, nossos beijos, acendendo ainda mais, a sensação de felicidade espalhada, como se fossem pétalas de flores aspirando seu halo em nossos corações.
Nada é esquecido em um encontro igual ao nosso, nem as miragens de ciúmes se apagam, nem as alegrias iniciais de dois apaixonados se conhecendo lentamente em cada momento de prazer... São e serão sempre luzes a brilhar no céu do coração, á guiar os passos dos apaixonados em suas vidas de amantes felizes.
Nada se perde em um amor nascido sem improvisos, alimentado pela sensibilidade, pela vontade de ser feliz, de amar, ser amado; viver, em levitação permanente, conduzindo, sendo conduzido aos melhores mundos imaginários, floridos de mantras intocáveis aos leigos dessa magia que chamamos de amor... Essa é a formula, desse amor, entre nós, minha querida, de milhares beijos, de apertos inesperados, de candura e carinho sem limites, que tanto marcaram e marcam o nosso encontro.
Lembremos a fantasia quase real dos nossos espíritos, sonhando de dia, sonhando de noite, vivendo em função um do outro, projetando novas inspirações, novos caminhos, construindo passo a passo, essa cumplicidade que nos une, nos coloca frente a frente na missão de amar... Isso é amor, amor de almas afins, aprisionadas livremente pelas correntes invisíveis da felicidade... Lembremos que nunca esquecemos a felicidade de amar e ser amados, de vivermos um conto mágico e sem fim, que não termina nem com a morte do corpo.



 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: aXCY (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.