Seleção de Livros! Clique e confira.

A casa dos grandes pensadores

Bem-vindo ao site dos pensadores!!!

| Principal |  Autores | Construtor |Textos | Fale conosco CadastroBusca no site |Termos de uso | Ajuda |
 
 
 
Infantil
 
O clarinete mágico
Por: Marlene Passos

O clarinete mágico
Autora: Marlene Passos

Um garotinho nascera como dom da música, havia tanto dom naquele coraçãozinho que conseguia entender cada nota musical na melodia dos pássaros.
Na noite de natal coloca seu velho sapatinho na janela para esperar um clarinete, então seu pai se vestindo de Papai Noel lhe trouxera o tão sonhado clarinete, havia esquecido de tirar o preço de “1.99”.
O garotinho ao acordar ficou radiante, logo pegou o clarinete, rapidamente se inspirou a fazer uma melodia com o título “1.99”.
Ele tocava Do que é a primeira nota, depois fazia uma oitava acima, e assim ele foi trocando as posições e surgiu uma linda melodia.
E sempre tocando foi passando em frente a uma loja de instrumentos musicais, todos caros e sofisticados, então os clarinetes de luxo começaram a caçoar daquele clarinete de 1.99 tão simples e singelo.
O clarinete ficou sem graça mas o menino tocava mais e mais para alegrá-lo.
O dono da loja chama o menino e diz: _ “Que música linda!”
_ Foi eu que fiz.
_ Você? Que maravilha!
Venha cá, toque um pouco esse aqui. O dono da loja oferece o clarinete mais caro. O menino coloca o dele de lado e toca, o som ecoa deixando o lojista encantado.
Pergunta o nome e idade do menino:
_ Meu nome é Zelito e tenho 8 anos.
_ Você me deixou tão impressionado que vou lhe dar um bom clarinete, mas terá que prometer vir tocar sempre para mim.
_ Sim, eu prometo.
O menino ficou todo contente e levou os dois clarinetes embora. Guardou um do lado do outro sem saber o drama que aconteceria.
Enquanto o menino dormia, o clarinete de luxo humilhava o de 1.99.
_ Hei, por que você não fica mudo de uma vez? Seu som é horrível!
_ Quando alguém com dom especial nos toca, temos o mesmo valor!
_ Você ter o mesmo valor que eu! Que absurdo!!! Minhas bordas e teclas são contornadas a ouro e as suas?
_ As minhas são de plástico barato, mas sei sentir a música com doçura. Você apesar de ser um clarinete de luxo, sabe tocar com a alma?
_ O que quero mesmo é mostrar meu torneado a ouro, minha elegância.
_ Meu som faz a harmonia se desprender em lindos arranjos. Sinto a sintonia de cada clave.
_ Eu vivo em clássicos ambientes, nas orquestras e recitais.
_ Eu me completo nas mãos de um menino que possui alma nobre e entende meu som.
_ Nem ligo para esse menino, eu sou mais eu!
A noite passa e logo ao amanhecer o menino pega o clarinete de luxo e toca, toca lindamente.
O clarinete fica todo envaidecido e diz:
_ A música sai linda porque eu sou valioso, sou caro!
O clarinete de 1.99 fica triste e deixa uma lágrima rolar sobre suas teclas.
Mas nem imagina que aquela lágrima era uma fada de cristal.
O clarinete de luxo sorriu ironicamente.
Passam uns dias e o menino vai tocar para um professor de música, enquanto isso o clarinete de 1.99 chora em silêncio. A fada comovida com tanta tristeza fala:
_ Olá meu amiguinho, ganhei vida para ajudá-lo.
_ Nossa! Eu nem sabia que fada existia!
_ Os clarinetes que falam e as fadas pertencem ao mesmo mundo. Posso ajudá-lo?
_ Acho que não adiantaria... o menino está tão encantado com o clarinete de luxo que nem me olha mais!...
_ O clarinete de luxo tem mesmo um lindo som, mas lhe falta humildade. E a sua humildade mostra seu valor! Você quer mudar sua aparência?
_ Não, sou grato pelo jeito que me fizeram, eu só queria atenção.
_ Vamos esperar o tempo passar, pois o tempo nos mostra soluções.
O clarinete de 1.99 e a fada se tornam grandes amigos, e a amizade começa a inspirar as cordas vocais de cada tecla, e então o som foi ficando cada vez mais cristalino.
O tempo foi passando e o menino foi convidado para fazer um teste em uma orquestra famosa, de grande porte.
Ele se preparava para o grande dia, mas infelizmente as cordas vocais das teclas de luxo começaram a ter problemas, não conseguiam soltar o som, por mais que tentasse só piorava.
O menino ficou indignado pois não podia perder essa chance, seria importante para seu currículo. Fica desanimado e até chora.
Sem que perceba, a fada o inspira para olhar o clarinete de 1.99. Com pouca vontade o toca e sente a alma do som ressuscitar.
Estava totalmente afinado, lindo mesmo!.
O menino foi ao teste, brilhou, foi aplaudido e contratado. Beijando o clarinete disse: _ Agora aprendi que às vezes a maior riqueza está na simplicidade de se mostrar.
E com essa lição o clarinete de luxo aprendeu o valor da humildade e os dois clarinetes formaram uma dupla valiosa, acompanhando sempre o mestre menino.
E o trio passou a encantar multidões, aprenderam que a união faz a verdadeira amizade.

Marlene Passos

 Comente este texto

 

Comentário (0)

Deixe um comentário

Seu nome (obrigatório) (mínimo 3, máximo 255 caracteres) (checked.gif Lembrar)
Seu email (obrigatório) ( não será publicado)
Seu comentário (obrigatório) (mínimo 3, máximo 5000 caracteres)
 
Insira abaixo as letras que aparecem ao lado: JQUW (obrigatório e sensível. Utilize letras maiúsculas e minúsculas;)
 
Não envie mensagem ofensiva e procure manter um intercâmbio saudável com o seu correspondente, que com certeza busca dar o melhor de si naquilo que faz.
Seu IP será enviado junto com a mensagem.