A casa dos grandes pensadores A casa dos grandes pensadores

| Home | Introdução | Autores | Construtor I Espaço do leitor | Fale conosco PubliqueBusca no site I

 Retornar

Kid Abelha

ÍNDICE
1-AMANHÃ É 23
2-COMO É QUE EU VOU EMBORA
3-COMO EU QUERO
4-DEUS APAREÇA NA TELEVISÃO
5-EDUCAÇÃO SENTIMENTAL


Amanhã é 23
 
As entradas do meu rosto
E os meus cabelos brancos
Aparecem a cada ano
No final do mês de agosto
A vinte anos você nasceu
Ainda guardo um retrato antigo
Mas agora que você cresceu
Não se parece nada comigo
Esse seu ar de tristeza
Alimenta a minha dor
A tua pose de princesa
De onde você tirou
Amanhã, amanhã, amanhã, amanhã
Amanhã ‚ vinte e três
São oito dias para o fim do mês
Faz tanto tempo que eu não te vejo
Queria seu beijo outra vez

 

Índice

Como é que eu vou embora
 
O que é que eu não faço
Por onde eu não ando
O que é que eu já não tenho
Quando é que eu não venho
Onde fica tua casa
Por que é que eu não acho
Quanto é o teu retrato
Como é que eu vou embora
Por que é que você olha Pra onde eu não ando
Por que é que você anda
Pra onde eu não vejo
Onde fica o teu canto
Por que é que eu não ouço
O que é que eu não ganho
Como é que eu vou embora
O que é que eu digo agora
Quando eu vou te ligar
Quantas vezes eu pensei
Por que você não vem
O que é que eu digo agora
Quando eu vou desligar
Quantas vezes eu falei
Por que você não vem me chamar

Índice

Como eu quero
 
Diz pra eu ficar muda,
faz cara de mistério.
Tira essa bermuda
que eu quero você serio.
Dramas do sucesso
Mundo particular,
solos de guitarra não vão me conquistar.
Uh, eu quero você,
como eu quero...
O que você precisa é de um retoque total
Vou transformar o seu rascunho em arte
final
Agora não tem jeito, ce ta numa cilada
Cada um por si, você por mim e mais nada
Uh, eu quero você,
como eu quero...
Longe do meu domínio,
'ce vai de mal a pior.
Vem que eu te ensino
como ser bem melhor
Uh, eu quero você,
como eu quero...

Índice

Deus apareça na televisão
 
Sim, ele ‚ Deus,
E eu sou louca
Mas ninguém desconfia
Pois disfarçamos muito bem
Somos imortais,
Somos imortais
A morte não existe
Eu vou rezar
Ligar o rádio
Ficar invisível
Pois nada vai te atrapalhar
Nada vai te atrapalhar
Pra me seduzir
Quero te encontrar
Deus, por favor
Apareça na televisão
Quero te beijar

Índice

Educação sentimental
 
Eu ando tão nervoso pra te escrever
Os versos mais profundos
Eu roço no teu braço
Quase sem mexer
Feliz por um segundo
É sempre a mesma cena
É só te ver no corredor
Esqueço do meu texto
Fracasso como ator
Só dou vexame fico olhando pros seus
peitos
Escorrego na escada
Acho q assim não vai dar jeito
Educação sentimental, oh, oh
Eu li o anúncio no jornal
Ninguém vai resistir
Se eu usar os meus poderes para o mal
Eu tento a tarde inteira o que
Que eu vou falar
Quando eu tiver no telefone
Aquela hora em que o assunto acabar
Não posso entrar em pânico
Te levar pra cama e te dizer coisas bonitas
Vai ser tão simples
Quanto eu vejo nas revistas
Que falam de amor como uma coisa tão
normal
Como se não passasse de um encontro
casual
Educação sentimental, oh, oh
Eu li o anúncio no jornal
Ninguém vai resistir
Se eu usar os meus poderes para o mal
Educação sentimental, oh, oh
Eu li o anúncio no jornal
Ninguém vai resistir
Se eu usar os meus poderes para o mal

Índice