A casa dos grandes pensadores
 

ALBERTINO FERNANDES NETO

 

 

 

ROGOS

Alguém cometeu um engano...
Alguém se fez de rogado...
Alguém deixou o lado humano...
E alguém cresceu magoado.

Sentindo-se incompreendido
Sentindo-se assim desprezado.
Sentindo-se também iludido,
Ai Deus, e nisso tudo até desgraçado.

Se partires, nunca mais me verei,
Pois parte de mim contigo se vai,
Prender-te em meus braços isso eu não sei,
E levantar talvez, este homem que cai.

Que sem forças e com desgastados brios,
Perdura no tempo o amor que ficou,
Outrora perdido nas águas do destino,
E no marulhar das ondas que tudo levou.
 

Albertino Fernandes (Pensa-me)

www.paralerepensar.com.br