Agonia
     

A casa dos grandes pensadores
 

ALBERTINO FERNANDES NETO

 

 

 

 

O NAVEGANTE
 
Vou viajando, vou correndo pelo mundo
Vou navegando em minha nave encantada
Quero depressa encontrar o meu amor
Pra lhe mostrar que aprendi a navegar
 
E navegando neste mundo encantado
Vou descobrindo outras luas, outros sóis
Vou ter com deus e os anjos nas estrelas
O infinito inteirinho para nós
 
A minha nave vai varando mundo afora
Peço licença, adeus eu vou partir
Quero saber de onde vim e pra onde vou
Estou aqui, porque estou, pra que estou?
Albertino Fernandes (Pensa-me)

 www.paralerepensar.com.br